Vintage

Estou naquela fase belíssima da vida em que já tenho um passado, deixei pegadas. Não me detenho perante a aventura da vida como uma miúda, sem saber o que escolher em frente da montra da confeitaria apreciando as formas coloridas e caprichosas que se dirigem simultaneamente a vários sentidos ( a composição do extraordinário prazer … More Vintage

Da morte 

A vida é como navegar. Até se pode saber de cor as constelações e tirar azimutes, conhecer os ventos favoráveis, as correntes profundas, o recorte da costa, porém o mar esse permanece para sempre imperscrutável, imprevisível. Tudo o que nos resta como marinheiros é adaptar-nos e tentar tornar a viagem inesquecível. Ou afogar-nos. Nem sempre … More Da morte 

O poder do elogio

  Por vezes andamos às voltas com o comprimento da vida, sempre breve, tão breve, que nos esquecemos de dar largura à sua existência. Que sejam desiguais as contas. Por cada crítica feita, dois elogios. Por cada amargura, dois abraços. Por cada esquecimento, dois sorrisos rasgados. Ao acendermos a luz no outro, não deixamos que a nossa … More O poder do elogio

Desejo de Ano Novo

Dois zero um cinco. O que é que isto quer dizer? Passaram doze meses em que apanhámos o metro, procurámos um lugar para estacionar ou um emprego, falhámos encontros, pagámos contas, beijámos, fizemos pequenas conquistas, cansámo-nos como metáforas, rimos e soltámos lágrimas que estavam no fundo dos olhos porque a vida dói. Um ano em … More Desejo de Ano Novo