Da morte 

A vida é como navegar. Até se pode saber de cor as constelações e tirar azimutes, conhecer os ventos favoráveis, as correntes profundas, o recorte da costa, porém o mar esse permanece para sempre imperscrutável, imprevisível. Tudo o que nos resta como marinheiros é adaptar-nos e tentar tornar a viagem inesquecível. Ou afogar-nos. Nem sempre … More Da morte 

O poder do elogio

  Por vezes andamos às voltas com o comprimento da vida, sempre breve, tão breve, que nos esquecemos de dar largura à sua existência. Que sejam desiguais as contas. Por cada crítica feita, dois elogios. Por cada amargura, dois abraços. Por cada esquecimento, dois sorrisos rasgados. Ao acendermos a luz no outro, não deixamos que a nossa … More O poder do elogio

Desejo de Ano Novo

Dois zero um cinco. O que é que isto quer dizer? Passaram doze meses em que apanhámos o metro, procurámos um lugar para estacionar ou um emprego, falhámos encontros, pagámos contas, beijámos, fizemos pequenas conquistas, cansámo-nos como metáforas, rimos e soltámos lágrimas que estavam no fundo dos olhos porque a vida dói. Um ano em … More Desejo de Ano Novo

Os pregos

Dormia profundamente quando aconteceu. Plomppp. Papapappa. O espelho da casa de banho, no meu primeiro apartamento, soltou-se da parede, do lugar onde havia estado nos últimos anos, estilhaçando-se sem razão. O prego cedeu. Porquê naquele instante? E o que acontece a um prego feito de aço para que decida que não pode mais? Quantas vezes … More Os pregos

O que vale uma vida? Não, o que vale a vida de uma negra?

“Não há nada mais triste do que enterro de pobre, porque pobre começa a ser enterrado em vida”.è com palavras que a escritora e jornalista brasileira Eliane Brum abre uma reportagem publicada em 1999, no jornal Zero Hora, de Porto Alegre. Cláudia da Silva Ferreira era auxiliar de limpeza, condenada a  vender   barato o seu … More O que vale uma vida? Não, o que vale a vida de uma negra?