Good Morning, Vietnam

Quis o destino, que é um brincalhão, que isto acontecesse. Esta é uma crónica exemplar (só não está é muito claro qual é o exemplo). De toda a forma, mantenham-na longe das crianças. Não, não tem nada ver com a tragédia sportinguista no campeonato, o trabalho infantil, ou crise no Médio Oriente. É uma história … More Good Morning, Vietnam

Desfazer malas

Estou aqui a olhar para mala de viagem por desfazer e a pensar numa passagem de Álvaro de Campos, “Volta amanhã, realidade! /Basta por hoje, gentes! /Adia-te, presente absoluto! “. Ao lado da mala fechada, esperando a arrumação adiada, construí uma pilha, de equilíbrio instável, de livros, despojos da viagem. No topo o romance “Macunaíma” … More Desfazer malas

Aos quarenta

Dizem-me que  é tempo de balanço. De me debruçar na varanda da vida. Convoco os anos em traços breves. No pátio da infância havia o embalo da minha mãe sereníssima e a areia de que se constroem os sonhos. Cedo me fascinaram as palavras e o atlas. Eram uma fechadura para o mundo O meu, … More Aos quarenta

Rotas

Recordo o deslumbramento que exerciam sobre mim, na  minha infância , os atlas.Traçava linhas com dedos sobre os mapas, de Antioquia a Nanquim. De Fez ao Cabo. Percorria com a ponta dos dedos as rotas que conhecia dos livros de história. Sabia de cor rios e desertos africanos. Imaginava as paisagens, os sabores, o cheiro a … More Rotas