Crónicas de viagem ( 1) – Bruxelas – Entebbe

Neva em Bruxelas. Muito. Fui tomar um cappuccino antes de embarcar, à minha frente o Tim pedia dois latte. Teve dificuldade em equilibra-los numa mão enquanto noutra mantinha segurava a metralhadora. A nova normalidade é conversar num café de aeroporto com um soldado pesadamente armado. São simpáticos e prestáveis os militares no aeroporto. Leio uma … More Crónicas de viagem ( 1) – Bruxelas – Entebbe

Avarias

Não existe nada mais capaz de estimular a imaginação humana do que uma avaria no carro. Acompanhem-me. Esta manhã, depois dos rituais que contribuem para um spa da alma – traduza-se tomar um café no lugar habitual e ler umas páginas do romance A Irmã de Sandór Marai, um livro intenso e delicado – peguei … More Avarias

Até já

Parto para a Bolívia. Passei por aqui para dizer até já pedindo a palavra emprestada a Sophia. Há cidades acesas na distância, Magnéticas e fundas como luas, Descampados em flor e negras ruas Cheias de exaltação e ressonância. Há cidades acesas cujo lume Destrói a insegurança dos meus passos, E o anjo do real abre … More Até já

O sistema -take 3

Escrevo sentada no ICE, comboio rápido, que me devia levar do aeroporto de Frankfurt a Bona. Devia. Depois de uma paragem de vinte minutos num túnel numa carruagem sem ar condicionado ( avariado, um clássico da Deutsche Bahn) o maquinista anunciou que o comboio devido a um “problema” seguiria até Colónia. Isto após uma das … More O sistema -take 3

O sistema – take 2

Adoro historias estranhas, quanto mais improváveis melhor. Em particular quando me acontecem a mim. A noite foi curta. Às duas da madrugada já estava ao telefone com a agência para me encontrarem um voo com destino à Alemanha. Depois de muitos emails “é impossível”, “está tudo lotado”, chegou pelas nove da manhã a noticia redentora: … More O sistema – take 2

O sistema

Afirmar que o rosto mudou de cor é uma convenção literária. Mas foi o que me aconteceu esta manhã no balcão de check-in da Avianca. “Não encontramos o seu voo no sistema”. “Como?” . ” Não encontramos o seu voo”. Argumento mostrando a versão impressa com itinerário Santa Cruz -Lima-Bogotá-Frankfurt. “Sim, eu sei que a … More O sistema

“Estamos a atravessar uma zona de turbulências”

Quem não tiver a preparação física necessária para a correr a maratona de Nova Iorque não deve fazer viagens intercontinentais que tenham como ponto de partido o aeroporto de Frankfurt. A Alemanha não é maior que os Estados Unidos, porém em Frankfurt cabe à vontade todo o continente americano. Depois do check-in em A 336 … More “Estamos a atravessar uma zona de turbulências”

Singapura a imperfeita

Algumas horas antes de aterrar em Changi as hospedeiras distribuem os habituais formulários de fronteira e uma brochura informativa sobre os artigos proibidos em Singapura. Por entre os itens comuns surge o inesperado:pastilhas elásticas. Desde 1992 que o consumo público e a comercialização de pastilhas elásticas é proibido no país. Upsss. Acende-se uma luz vermelha … More Singapura a imperfeita

Por terras de Maiongong, Wapixana, Yanomani e gentes acolhedoras

1. Em Roraima, “monte verde” (para os macuxi)”mãe dos ventos” (para os pemon e taurepang) ou “serra do cajú”, situa-se a única capital brasileira a norte da linha do Equador, Boa Vista. Aqui a chuva ainda não levou o Verão e a sensação térmica é de 50 graus embora o termómetro só tenha marcado 39 … More Por terras de Maiongong, Wapixana, Yanomani e gentes acolhedoras

Até já

        Conheço bem a importância da agenda na vida de uma mulher. É a sua melhor amiga. Tenho uma  clássica agenda Moleskine  preta, organizada por semanas, com  espaço bastante para fazer anotações importantes (e pequenas notas insanas para mim mesma quando o fim de algumas reuniões parece estar tão longe como o Sporting do … More Até já

On the road

“Our battered suitcases were pilled on the sidewalk again; we had long ways to go. But no matter,the road is life”. Jack Kerouac Não consigo deixar de pensar em Kerouac agora que me separam cinco horas de estrada de Balsas, a cidadezinha no Maranhão, onde passarei a próxima semana. Se a palavra fosse feita de … More On the road

Que livro levaria para uma ilha deserta?

É um evergreen. A pergunta faz-se em todos os idiomas e a resposta pode ser embaraçosa ou previsível. Irritantemente previsível.  Que livro levar para uma ilha deserta? O Ulysses cheio das suas suas pequenas odisseias? A poesia de Sophia onde “Não há nenhum vestígio de impureza,/Aqui onde há somente/Ondas tombando ininterruptamente,/Puro espaço e lúcida unidade,/Aqui … More Que livro levaria para uma ilha deserta?

Até já

Este blog está de partida para Moçambique. Espero poder ter estórias para contar com oÍndico no horizonte e o Gorongosa como quintal. Até já!   Viajar! Perder países! Ser outro constantemente, Por a alma não ter raízes De viver de ver somente! Não pertencer nem a mim! Ir em frente, ir a seguir A ausência … More Até já