O velho de Bona

Há uma tira da Mafalda que dizia ” e não é neste mundo há cada vez mais gente e cada vez menos pessoas?”. Entre o ser gente e o ser pessoa basta às vezes um pequeno gesto. Ou um olhar. Esta tarde passei por ele numa rua de Bona. Não numa rua qualquer, mas numa … More O velho de Bona

Da Guiné. Das palavras

Está nú. Grita “sombra,sombra”. Uma lona protege-o do sol cortante. A sombra será o derradeiro conforto do soldado na insanidade da guerra colonial. É díficil não adivinhar os traços da Pietà na imagem daqueles homens que embalam nos braços o companheiro agonizante. “Estás à sombra.Porra!” Precisei  de anos para conseguir  ver esta reportagem, de 1969, … More Da Guiné. Das palavras

Princípios, guerra, pobreza: anotações à margem do Natal

1.O eterno destino dos princípios: embora todos professem tê-los, o mais provável é serem sacrificados quando se tornam inconvenientes. A constatação, tão verdadeira como dura, foi feita por Susan Sontag num ensaio sobre a coragem e a resistência. Deixem-me fazer aqui um parêntesis para vos falar do F. Conheci-o no local onde costumo tomar café … More Princípios, guerra, pobreza: anotações à margem do Natal

O preço do ouro

São setas espetadas na pele dura da realidade. As imagens fixam-se na retina, conferem a dimensão do “real” aos acontecimentos, espicaçam a consciência. Dirão os mais cínicos, do conforto da suas poltronas e que nunca estiveram perto de uma tragédia, que elas pouca influência têm. Como escreve Susan Sontag ” nomear um inferno não é, naturalmente, dizer alguma coisa sobre como moderar as … More O preço do ouro