Um americano em Gulu ou reflexões sobre refugiados em volta de uma chávena de café

Quando o dia começa a dar sinais de cansaço caminho pelas ruas de Gulu misturando-me com os locais. Já conheço os atalhos que me levam ao centro da cidade.  Tattatatatatum. Um jovem homem em tronco nu, músculos tensos como a corda de arco, sentado na terra batida martela uma chapa zincada. Os últimos raios do … More Um americano em Gulu ou reflexões sobre refugiados em volta de uma chávena de café

Crónicas sul-sudanesas III (num dia muito estranho)

        Falta uma hora para que caia a tarde e o céu encobriu-se avisando o regresso da chuva, súbita como um assalto. Juba é o nome que a cidade tem no mapa, mas onde cheguei eu? Retenho as fotografias que não cheguei a tirar, porque na paisagem irreal de Juba as câmaras são objectos … More Crónicas sul-sudanesas III (num dia muito estranho)

Crónicas sudanesas I

Sento-me sobre a mesa em posição de Lotus. Dói-me o braço da vacina da véspera. Sobre a mesa estende-se o enorme mapa Sudão do Sul. Chão traiçoeiro, nascido da divisão do orgulhoso bilad as sudan, “terra dos negros”, o Sudão. Há décadas que o Sudão está sob escrutínio. Inevitabilidade que tem muitas razões. Guerra, atrocidades, … More Crónicas sudanesas I