Porque é que Angela Merkel vai ganhar as legislativas alemãs de domingo?

1. Gobbledygook é um neologismo que descreve linguagem obscura ou difícil de compreender. A palavra, inspirada pelo grugulhar do peru, foi criada em 1944 pelo congressista norte-americano, Maury Maverick, que estava farto da linguagem indecifrável usada pelo governo e pelos políticos. Quem tem estado minimamente atento à política alemã sabe que um dos pontos fortes … More Porque é que Angela Merkel vai ganhar as legislativas alemãs de domingo?

Um chanceler e seu espião (ou a NSA não está fazer nada de novo)

Ninguém melhor que o historiador Hans-Peter Schwarz explicou as coisas numa simples frase: “o chefe de Governo fez figura de um fascinante director de circo ao lado do qual os diferentes artistas do Gabinete efectuaram melhor ou pior o seu número”. Em 1974 os tambores rufaram pela derradeira vez para Willy Brandt no circo de … More Um chanceler e seu espião (ou a NSA não está fazer nada de novo)

As férias ( ou porque estou mesmo a precisar delas)

Quarta-feira à noite, estava eu posta em sossego a ler, “O verdadeiro George Clooney”, um conto com o requintado humor do Luís Fernando Veríssimo, que abre da seguinte forma “longe de mim querer difamar alguém, mas acho que no caso do George Clooney o que está em jogo é autoestima da nossa espécie, os homens … More As férias ( ou porque estou mesmo a precisar delas)

Carta a M.

A única pergunta fazer nestes dias parece ser: é infeliz? Se é pode estar tranquilo. Se não é, aconselha-se a começar imediatamente um programa intensivo de infelicidade, rever Doutor Jivago, de David Lean, folhear a biografia de Clarice Lispector , ler “Sábado à Noite e Domingo de Manhã”, Alan Sillitoe, que retrata a vida infeliz … More Carta a M.

Isabel dos Santos, petrodólares e abutres

A realidade não é a preto-e-branco. Certo. Mas em alguns momentos é tão previsível. Como esta notícia . Isabel dos Santos, a filha mais velha do presidente de Angola, tornou-se na primeira bilionária africana, segundo a revista norte-americana Forbes. As ações de empresas cotadas em Portugal, caso do BPI e da ZON, juntamente com activos … More Isabel dos Santos, petrodólares e abutres

Antiga sede da PIDE será museu

A “Vila Algarve”, antiga prisão da PIDE/DGS em Lourenço Marques, hoje Maputo, capital de Moçambique, vai ser transformada em Museu da Resistência ao Colonialismo Português, anunciou o Ministério dos Combatentes moçambicano. O ministério abriu um concurso público para um projeto de restauro do edifício, situado na zona central da capital moçambicana, que se encontra abandonado … More Antiga sede da PIDE será museu

Arquivo Digital sobre as lutas coloniais

A Fundação Mário Soares vai lançar, na sexta-feira, uma plataforma que disponibilizará na Internet documentos de arquivos públicos e privados dos países de língua portuguesa, pretendendo auxiliar principalmente os investigadores. “Trata-se de criar uma plataforma de uma comunidade de arquivos de língua portuguesa, juntando arquivos públicos e privados, desde já alguns de Portugal, Guiné-Bissau, Cabo … More Arquivo Digital sobre as lutas coloniais

Gute Rutsche!*

Leio no caderno de viagens do Die Zeit um artigo sobre Haparanda e Tornio. Duas longínquas cidadezinhas gémeas, com casas de madeira pintadas de cores claras e o deslumbramento silencioso da neve. No Inverno os dias são curtos e a luz dói de límpida. Lenine passou por Haparanda em 1917 quando regressava da Suiça para … More Gute Rutsche!*

Feliz Natal!

Tive o privilégio de crescer a acreditar na bondade, na nobreza humana. Herdei um mapa do belo, dos territórios familiares do afecto e da pertença. O cheiro do pão quente ao romper da manhã, o pão-de-ló caseiro, o reflexo da lua nos carris do eléctrico, a interpelação diária do Tejo, o céu de Lisboa, azul … More Feliz Natal!

Princípios, guerra, pobreza: anotações à margem do Natal

1.O eterno destino dos princípios: embora todos professem tê-los, o mais provável é serem sacrificados quando se tornam inconvenientes. A constatação, tão verdadeira como dura, foi feita por Susan Sontag num ensaio sobre a coragem e a resistência. Deixem-me fazer aqui um parêntesis para vos falar do F. Conheci-o no local onde costumo tomar café … More Princípios, guerra, pobreza: anotações à margem do Natal

E o sangue saiu à rua em Bissau (de novo)

É quase uma não notícia de tão repetido o argumento. Seis meses decorridos sobre o mais recente golpe de Estado na Guiné-Bissau, nova violência envolvendo militares faz seis mortos. Por detrás do ataque à caserna dos “Boinas Vermelhas” estará o capitão Pansau N’Tchama, que ainda há poucos dias se encontrava em Portugal, o homem que … More E o sangue saiu à rua em Bissau (de novo)

“Crónicas dos (Des)feitos da Guiné”

As guerras, os sucessivos golpes de Estado e a situação política precária que a Guiné-Bissau atravessa atualmente são  temas do livro de crónicas do embaixador português Francisco Henriques da Silva, que será lançado na quarta-feira, referiu hoje o autor. “A minha visão do futuro da Guiné-Bissau não é otimista, é uma visão um pouco sombria”, … More “Crónicas dos (Des)feitos da Guiné”

Todos a Berlim

LUSA – O Festival Berlinda vai inundar de cultura lusófona a capital alemã, entre 17 de outubro e 16 de novembro, com concertos musicais, saraus literários, sessões de cinema, exposições, performances e prelúdio a cargo dos Madredeus. A iniciativa foi do magazine cultural online Berlinda, e “a adesão ao festival está a superar todas as … More Todos a Berlim

Reformas disse ela

“A chanceler alemã, Angela Merkel, voltou hoje a defender a redução das dívidas públicas e reformas estruturais como solução para a crise na Espanha e em Portugal, mesmo que para isso tenham de passar por uma fase de recessão. “Por causa do elevado endividamento, os mercados financeiros internacionais hesitam em investir na Europa, por isso, … More Reformas disse ela

Abriu a primeira biblioteca pública da Guiné

A capital guineense tem a partir de hoje a primeira biblioteca pública do país, um esforço de uma organização não-governamental (ONG) portuguesa que quer no próximo ano criar uma rede de bibliotecas itinerantes. Sem cerimónia formal, a biblioteca, junto da Faculdade de Direito e perto de dois dos bairros mais populosos da capital da Guiné-Bissau, … More Abriu a primeira biblioteca pública da Guiné

Oi?

1.As coisas  boas da vida são simples: uma noite de sono bem perdida, espreguiçar-se, um bom livro, um ouvido atento, beijinhos suaves no pescoço e comida de mãe. Não necessariamente por esta ordem. Adiante. Das muitas coisas que aproximam brasileiros e portugueses destaca-se, para além da evidência da língua, que o Brasil “paquerou” (namorou), reinventou, … More Oi?

Nota dispersa

 “You can’t enjoy the fruits of effort without first making the effort”. Lembro-me com frequência destas palavras de Margaret Thatcher quando observo o desenvolvimento em muitos países africanos. Decorrido meio século sobre a independência África tem-se revelado incapaz de gerir o seu enorme potencial. Paradoxalmente, a riqueza em recursos naturais tem contribuído para minar a … More Nota dispersa

A Beira

Quem procure não apenas a história, mas os bastidores onde a história e as estórias individuais se desenlaçam, encontra aqui pano para muitas mangas. Esta cidade, a segunda maior de Moçambique,  a cidade rebelde,  “onde ibéricas heranças de fados e broas se africanizaram”, provoca acrobacias da emoção. Inventariemos. Prédios, imensos, esventrados, erguem-se altivos, bem acima … More A Beira

Se isto não é um bom motivo para a selecção ganhar …

Naquela curva da minha rua em Bona fica o estádio do encantamento dela. Aqui, no imaginário relvado, se correm os futebóis e vibram pequenas multidões quando os meninos e  meninas se juntam a jogar numa equipa sem idades com todas as nacionalidades à mistura. Naquela curva, que também é pista de corrida de bicicletas ou … More Se isto não é um bom motivo para a selecção ganhar …

A bola

Aviso à navegação: sei que não vou fazer muitos amigos com este post, mas dane-se. Abriu oficialmente a silly season, pelo menos a acreditar no que se vê nas televisões portuguesas. Onde quer que sintonize a selecção que nos “representa” – ainda ninguém me convenceu porque é tenho de me sentir mais ou melhor representada … More A bola

Nada é simples

Um rio não passa duas vezes pelo mesmo local? Passa, passa pelo menos na Guiné. A presente sublevação militar repete a papel químico anteriores golpes. Recapitulemos. Apesar dos sinais evidentes que se avolumavam – da tensão palpável, alimentada pela irresponsabilidade de alguns candidatos presidenciais, que se deixaram iludir pela flauta de Hamelin de Kumba Ialá … More Nada é simples

E os paizinhos não tem uma função essencial na educação dos filhos?

Disclaimer: Desconfio dos extremismos. Costumo dizer que não sou feminista, mas feminina. Agradeço as conquistas dos movimentos de defesa da mulher embora seja contra o grito da década de setenta de “primeiro eu!”. Recuso qualquer regresso a uma ditadura de “fadas do lar” ou um discurso culpabilizador da mulher-mãe-trabalhadora. Insisto que a opção de modelos … More E os paizinhos não tem uma função essencial na educação dos filhos?

Levanta-te e anda

Ligo a televisão portuguesa na SIC Notícias e capitulo. Não há nada mais assolador do que imbecilidade militante. Se há coisa absolutamente previsível nos comentadores portugueses é a sua aversão à chanceler alemã e à Alemanha. O tema dá pano para mangas e o insulto é fácil, copioso e impune. Tenho-me abstido de escrever sobre … More Levanta-te e anda

(Mais) uma boa razão para ler o Público

“ Angola, os mitos e a realidade em discurso directo pelos emigrantes portugueses”, é o título de um excelente trabalho jornalístico do Público. A ler para quem não quer andar às cegas. Trata-se de um ensaio sobre a nova vaga migratória portuguesa, comparável à dos anos 1960, sobre os riscos profissionais que se correm, sobre … More (Mais) uma boa razão para ler o Público