O regresso 

Era tão bom poder meter no bolso o ar da praia onde escrevo, o ar da praia quando o horizonte muda de cor, e respirá-lo pelas manhãs devagarinho. Seria parecido com as espirais ténues que continuam a sair pelos frascos de perfume vazios. Sal, pinheiros e uma quase vontade de chorar.  Quando as circunstâncias me … More O regresso 

Ser português

As minhas filhas depois de fazerem uma asneira qualquer, do género autorizar a cadela preta a sentar-se no meu sofá branco – onde é que eu estava com a cabeça?Onde? – quando confrontadas com as clássicas perguntas: “o que fizeste?” ou “o que se passou?” respondem com um invariável  e nihilista “nada”. Provavelmente noutras casas … More Ser português

A filha descartável

Esta crónica não tem a pretensão de ser imparcial, e não tem porque todos somos parte de alguma coisa, nos inscrevemos por alguma causa. Mas já lá vamos. A história do industrial milionário que andou décadas a furtar-se a reconhecer a paternidade, e quando, por fim o teste de ADN a provou, tenta deserdar a filha … More A filha descartável