Conto de Ano Novo

Havia um muro de pedra que bordava o caminho. Bordava e ainda borda. Eu é não passo naquele caminho há muito tempo, nem vejo a silhueta do muro recortada contra o céu a despedir-se da noite. Nem prendo o olhar nas maçãs bravo-de-esmolfe, nos  medronheiros  ou no pessegueiro ao fundo. Era véspera de Ano Novo. … More Conto de Ano Novo

A puta – Momento obsceno e recorrendo a vernáculo

Estou a escrever sobre mulheres que decidiram que não seriam nem vítimas, nem coitadas. Em comum há uma história de abuso e de violência física e verbal.  É sobre a verbal que me vou debruçar agora, em traços breves, pois a palavra pode deformar mais que o soco.  Quando um homem (quando alguns homens para … More A puta – Momento obsceno e recorrendo a vernáculo

Book a Tiger

1. Como em tudo na vida, no Facebook também é preciso moderação no consumo. Tome-se o caso de hoje. O certamente bem intencionado algoritmo recomendou-me a página “Book a Tiger”. Tocou de imediato uma sirene na minha cabeça. Que proposta era aquela? Desconfio do algoritmo do Facebook desde que me aconselhou vários desportos radicais. Onde … More Book a Tiger