Isabel dos Santos, petrodólares e abutres

A realidade não é a preto-e-branco. Certo. Mas em alguns momentos é tão previsível. Como esta notícia . Isabel dos Santos, a filha mais velha do presidente de Angola, tornou-se na primeira bilionária africana, segundo a revista norte-americana Forbes. As ações de empresas cotadas em Portugal, caso do BPI e da ZON, juntamente com activos … More Isabel dos Santos, petrodólares e abutres

Princípios, guerra, pobreza: anotações à margem do Natal

1.O eterno destino dos princípios: embora todos professem tê-los, o mais provável é serem sacrificados quando se tornam inconvenientes. A constatação, tão verdadeira como dura, foi feita por Susan Sontag num ensaio sobre a coragem e a resistência. Deixem-me fazer aqui um parêntesis para vos falar do F. Conheci-o no local onde costumo tomar café … More Princípios, guerra, pobreza: anotações à margem do Natal

Consegue Eduardo dos Santos dormir descansado?

Luanda tem uma das mais belas baías do mundo, uma beleza de cartão-postal, mas não é isso que me impressiona. O que me impressiona é a cacofonia, o som confuso, caótico, milhões enlatados num espaço que não foi pensado para tantos. Pujança e pobreza. Felicidade e infelicidade. Ostentação e luta pela sobrevivência. A melodia de … More Consegue Eduardo dos Santos dormir descansado?

Coisas de espantar (ou talvez não)

Há em Portugal, muita gente, jornalistas incluídos, que é alérgica ao Pedro Rosa Mendes. Por motivos variados.  Não andarei muito longe da verdade ao presumir alguma invejazinha por detrás da “alergia”. Adiante. Recentemente o i noticiava o suposto pedido de desculpa de Pedro Rosa Mendes ao presidente angolano. Artigo que rapidamente se espalhou pelos murais … More Coisas de espantar (ou talvez não)

O palco é para ele, e só para ele. Até quando?

Alguns apocalipses estão prometidos em África. Inquieta-me pensar que Angola possa ser um deles. Os sinais estão todos lá. Se o olhar não se deixar ofuscar pelo brilho de Luanda ou embaciar pelos petrodólares constata que o rei vai nu. E que o chefe, que não tolera rivais nem sucessores,  começa a vacilar. A violência … More O palco é para ele, e só para ele. Até quando?

Surprise, surprise

Luanda é a cidade mais cara do mundo para expatriados e isto pelo segundo ano consecutivo. Esta é  uma das  conclusões de um estudo  realizado pela Mercer. Tóquio permanece na segunda posição e N’Djamena, no Chade, na terceira. Segue-se Moscovo, na quarta posição, Genebra na quinta e Osaka na sexta. Zurique sobe um lugar, ocupando … More Surprise, surprise

Merkel em Angola

LUSA- O desenvolvimento das relações económicas entre a Alemanha e Angola, praticamente inexistente até ao fim da guerra civil angolana, tem tido na última década uma dinâmica crescente, interrompida, porém, pela crise económica e financeira internacional. A visita oficial da chanceler Angela Merkel a Angola, na terça-feira e na quarta-feira, destina-se, por isso, a tentar … More Merkel em Angola

Se isto é um país

Em Angola trocam-se favores sexuais nas prisões por comida. A liberdade de imprensa dilui-se a gosto. Os impunes estão cada vez impunes e mais ricos. Escandalosamente ricos. Vista dos vidros fumados, dos condomínios fechados de Luanda, a fome na berma do país não tem cor. É transparente. Não vem no Bilhete de Identidade. O destino do país … More Se isto é um país

Reconstrução angolana made in China

É um clássico angolano. Azar ser-se pobre num país escandalosamente rico. Façamos uma cronologia breve. Inaugurou-se há quatro anos e trata-se do primeiro hospital público construído em Angola desde a independência do país em 1975. Um cicio da promessa joseeduardista de reconstrução nacional após 37 anos de guerra civil. Em Junho de 2010, o Hospital … More Reconstrução angolana made in China

Never ending story…

O longo folhetim do caso Angolagate  estará próximo de um desenlace ? O caso conhecido na justiça francesa como Angolagate recomeça na quarta-feira, em Paris, com o julgamento em recurso do empresário Pierre Falcone, acusado de tráfico de armas, branqueamento de capitais e fraude fiscal. O empresário francês, que tem também nacionalidade angolana e que … More Never ending story…

Meninos de ninguém

  Nenhum outro continente tem sido tão usado, explorado e mal interpretado. Marionete das vontades e  avidez de outros, do colonialismo ao teatro  da  guerra-fria, até ao actual capitalismo selvagem de matriz africana. Perceber a África é compreender o mundo  cínico e egoísta no qual vivemos. Em cidades africanas, como Luanda,  coabitam o brilho metálico das torres e … More Meninos de ninguém