Eleições Gerais? Sim, mas não para já…*

O adiamento das eleições gerais na Guiné-Bissau  é um libelo contra uma forma de pensar a Guiné, representada por um leque de instituições internacionais que se estende da CEDEAO à CPLP, passando pela ONU. “Será impossível organizar as eleições gerais na Guiné-Bissau,  inicialmente previstas para Maio de 2013” no final do período de transição  aberto … More Eleições Gerais? Sim, mas não para já…*

Díli-Bissau: Garandi i polon, ma mancadu ta durbal

Muda a folha do calendário e há uma centelha de esperança para a Guiné-Bissau. A rota mais directa para pôr fim à endémica instabilidade do país que, parafraseando Pedro Rosa Mendes, é “a mãe africana da democracia portuguesa”, pode ser um voo Díli-Bissau. A nomeação de José Ramos-Horta, prémio Nobel da paz e ex-presidente de … More Díli-Bissau: Garandi i polon, ma mancadu ta durbal

A CPLP é um tigre de papel ?

Posso adiantar o desfecho: não aconteceu. A Guiné inteira olhava hoje para Nova Iorque, queria iludir-se que sim, que o mundo se interessa por ela. Cruel desengano. Dois presidentes, o deposto , Raimundo Pereira, e o de “transição”,  Serifo Nhamadjo, viajaram para a Assembleia Geral da ONU. Surreal? Não. Apenas fruto da gravíssima crise, sem fim à vista, que se  vive na … More A CPLP é um tigre de papel ?

Abriu a primeira biblioteca pública da Guiné

A capital guineense tem a partir de hoje a primeira biblioteca pública do país, um esforço de uma organização não-governamental (ONG) portuguesa que quer no próximo ano criar uma rede de bibliotecas itinerantes. Sem cerimónia formal, a biblioteca, junto da Faculdade de Direito e perto de dois dos bairros mais populosos da capital da Guiné-Bissau, … More Abriu a primeira biblioteca pública da Guiné

Grave, muito grave

Os partidos da oposição guineense e o Comando Militar que protagonizou um golpe de Estado assinaram hoje em Bissau um acordo que dissolve a Assembleia Nacional e cria um Conselho de Transição para marcar eleições simultâneas num prazo de dois anos. Horas antes Carlos Gomes Júnior foi acusado pelo “movimento da oposição” de “traição à … More Grave, muito grave

Golpe de Estado na Guiné-Bissau

As informações são escassas mas muito, muito preocupantes. Em resumo: os militares sairam à rua em Bissau, ocuparam a Rádio Nacional e a sede do PAIGC, silenciaram as principais rádios e a televisão, atacaram a residência do primeiro-ministro cessante  e candidato presidencial Carlos Gomes Júnior. Desconhece-se o paradeiro quer de Gomes Júnior, quer do presidente … More Golpe de Estado na Guiné-Bissau