Seis anos de blog

No silêncio basta um sopro. Um blog é isso mesmo: um sopro. Um diário mais ou menos íntimo dos dias, das inquietações, das alegrias. Por vezes um exercício de dissidência, por vezes apenas o desejo de partilhar. A palavra por vezes prende distâncias que os pés ignoram.  Escasseia em tempo o que me sobra em … More Seis anos de blog

Frivolidades

Não me recordo onde li isto, mas parece-me adequado. “Um diplomata é aquele que se lembra sempre do aniversário de uma mulher, mas nunca da sua idade”. Agora a sério, o Marc Twain é que tinha razão quando escreveu que quem não tem a coragem para agarrar o vento nas velas e explorar não vive. … More Frivolidades

Soneto de aniversário

Passem-se dias, horas, meses, anos Amadureçam as ilusões da vida Prossiga ela sempre dividida Entre compensações e desenganos. Faça-se a carne mais envilecida Diminuam os bens, cresçam os danos Vença o ideal de andar caminhos planos Melhor que levar tudo de vencida. Queira-se antes ventura que aventura À medida que a têmpora embranquece E fica … More Soneto de aniversário

Aos quarenta

Dizem-me que  é tempo de balanço. De me debruçar na varanda da vida. Convoco os anos em traços breves. No pátio da infância havia o embalo da minha mãe sereníssima e a areia de que se constroem os sonhos. Cedo me fascinaram as palavras e o atlas. Eram uma fechadura para o mundo O meu, … More Aos quarenta