Notas brevíssimas sobre as legislativas alemãs

Por manifesta falta de tempo ficam aqui apenas uns apontamentos sobre as eleições alemãs. 1.“Hoje festejamos, amanhã é dia de trabalho, estas palavras ponderadas foram proferidas pela chanceler, Angela Merkel, poucos minutos após serem conhecidos os resultados eleitorais. Com os liberais de fora da equação política a procura de parceiro de coligação não será um … More Notas brevíssimas sobre as legislativas alemãs

Porque é que Angela Merkel vai ganhar as legislativas alemãs de domingo?

1. Gobbledygook é um neologismo que descreve linguagem obscura ou difícil de compreender. A palavra, inspirada pelo grugulhar do peru, foi criada em 1944 pelo congressista norte-americano, Maury Maverick, que estava farto da linguagem indecifrável usada pelo governo e pelos políticos. Quem tem estado minimamente atento à política alemã sabe que um dos pontos fortes … More Porque é que Angela Merkel vai ganhar as legislativas alemãs de domingo?

O dedo do candidato

O candidato social-democrata às legislativas alemãs, Peer Steinbrück, posa hoje na revista do Süddeutsche Zeitung com o dedo médio em riste. Coerência não falta a Steinbrück. Inteligência também não. Neste capítulo ele está, aliás, vários furos acima de muitos políticos alemães. O que explica então esta pose indigna a poucos dias das eleições? No suplemento … More O dedo do candidato

Esta é capa da revista do Süddeutsche de amanhã

O trabalho dos jornalistas seguem política e só analisam política não deve ser subestimado. Não é fácil e é monótono. Bem, nem sempre. Estava eu sossegada a ler a imprensa quando decidi dar uma volta ao twitter. Sou do genéro cuidadoso quando se trata do twitter, porém a imagem de Peer Steinbrück – candidato social-democrata … More Esta é capa da revista do Süddeutsche de amanhã

Em boas mãos

Passei muitos dias fora daqui, lá onde não chegavam jornais ( a não ser quando a deusa caprichosa da internet o permitia) nem televisão. Para quem como eu o dia só é dia se o iniciar com a leitura da imprensa, há poucos prazeres que se assemelhem ao folhear a Der Spiegel ou ler enfiada … More Em boas mãos

Suplemento para compreender a Alemanha*

A Alemanha actual já não é a Alemanha do tempo de República de Bona. É a Alemanha que passou pela reunificação e por um difícil processo de reajustamento económico e de reformas estruturais que lhe permitiu reassumir o papel de locomotiva económica da Europa. Antes, a Alemanha era “ocidental, europeia e alemã”, por esta ordem. … More Suplemento para compreender a Alemanha*

O circo? Não, o debate entre os candidatos à chancelaria federal alemã

Acho uma prática salutar o debate televisivo entre os dois candidatos à liderança da Alemanha, cujas eleições legislativas têm lugar já a 22 de Setembro. Agora parece-me bizarra a actual polémica em torno deste debate. Habitualmente este confronto televisivo obedece a uma regra simples: realiza-se apenas um debate, moderado por um jornalista político de um … More O circo? Não, o debate entre os candidatos à chancelaria federal alemã

Tratado do Eliseu: 50 anos de «je t’aime, moi non plus»

Desde o final da Segunda Guerra que nenhuma Nação europeia tem sido tão pragmática na condução da política externa e tão relutante em comprometer-se no estrangeiro, ou a empreender acordos de grande alcance como a Alemanha. É por isso extraordinário o Tratado de mútua amizade assinado entre Bona e Paris, assinado pelo chanceler alemão, Konrad … More Tratado do Eliseu: 50 anos de «je t’aime, moi non plus»

Depois não digam que não avisei…

Os fins de ano servem para balanços e previsões. Arrisco a minha.  O fado  do SPD  nas legislativas alemãs de 2013 está traçado e o desastre político é evidente. Qual  é o problema? Chama-se Peer Steinbrück, e é  o candidato escolhido pelos sociais-democratas para desafiar a chanceler, Angela Merkel, nas legislativas. O “síndrome Steinbrück”  – … More Depois não digam que não avisei…

O mundo não vai acabar, pelo menos para os alemães

  Oitenta e um  por cento dos alemães consideram que a chanceler Angela Merkel, que se candidata a um terceiro mandato em 2013, executa “bastante bem” o seu trabalho, indica uma sondagem publicada hoje. De acordo com um estudo do instituto de sondagens alemão Wahlen, para o programa Politbarometer do canal público ZDF, 72 por … More O mundo não vai acabar, pelo menos para os alemães

Inquietações…

Isto é uma espécie de déja-vu. Mais um ministro a sair do Governo de Angela Merkel por plágio? A serem verdade as acusações que a Der Spiegel e o Süddeustche Zeitung fazem à ministra do Ensino Superior, Annette Schavan, temos demissão em breve. De acordo com estes dois orgãos de comunicação social uma comissão da … More Inquietações…

Irritações, nazis e casacos: ou como vai a Europa

Ontem coloquei no mural do meu Facebook a foto que ilustra este post. No comentário que fiz referi que esta bandeira era merecidamente queimada e que nada tem a ver com a Alemanha actual. E não deixa de ter uma pitada de ironia num país que elegeu o Aurora Dourada, um partido abertamente neonazi, para … More Irritações, nazis e casacos: ou como vai a Europa

Helmut Kohl, o ícone

O que é um “grande homem”? Define-se por uma categoria moral? Ou pelo impacto que a sua acção teve? Este é um debate interessante, não apenas para historiadores, mas também para jornalistas. Os “grandes homens” (e mulheres já agora) são capazes do melhor e do pior, ao mesmo tempo. Têm tendência para ter defeitos proporcionais … More Helmut Kohl, o ícone

Reformas disse ela

“A chanceler alemã, Angela Merkel, voltou hoje a defender a redução das dívidas públicas e reformas estruturais como solução para a crise na Espanha e em Portugal, mesmo que para isso tenham de passar por uma fase de recessão. “Por causa do elevado endividamento, os mercados financeiros internacionais hesitam em investir na Europa, por isso, … More Reformas disse ela

αντίο Euro?

1. Ou eu estou a ver tudo mal ou alguém perdeu o juízo. Talvez valha a pena começar por lembrar o óbvio: Alexis Tsipras, líder da Syriza, a Coligação da Esquerda Radical, poderá ser, mas ainda não é, primeiro-ministro da Grécia. É caso então para perguntar com que legitimidade exige reunir-se com Angela Merkel e … More αντίο Euro?

Da modéstia

Há algo de tranquilizador nos gestos comuns, nas coisas próximas, tão próximas como aquilo que é íntimo. Há algo pacificador na imagem de uma chanceler que vai sozinha ao supermercado, que respeita a fila, que espera pela sua vez e que carrega ela própria o saco das compras não deixando os seguranças fazerem-no.Poderá ter todos … More Da modéstia

A indiferença é uma noite longa sem luz

Doze velas trazidas por estudantes berlinenses. Dez pelas vítimas conhecidas, uma pelas desconhecidas e uma pela esperança. “Todos eles tinham esperanças e sonhos, mas não tiveram hipótese nenhuma de os concretizar”. Vidas interrompidas pelo terrorismo de extrema-direita. A Alemanha homenageou as vítimas, nove imigrantes e uma agente da polícia assassinados na última década, por uma … More A indiferença é uma noite longa sem luz

A maestrina

  “Se nos limitarmos a manter um mero tratamento de cortesia uns com os outros e diluirmos os projectos de reforma, é prestamos um mau serviço que  à Europa”,afirma a chanceler alemã, Angela Merkel, em  entrevista concedida  a seis jornais europeus a 19 de Janeiro e que hoje foi  publicada nos sites do The Guardian, … More A maestrina

Estou sim…

Angela Merkel tem um problema inesperado. Chama-se Christian Wulff. Não fosse a gravidade do que está em causa, a candura presidencial até seria hilariante. O que passará pela cabeça de um Presidente da República para telefonar a um jornalista, numa despudorada mostra de ignorância acerca do básico da democracia, tentando impedir a divulgação de uma … More Estou sim…

A dívida e a culpa

“A linguagem é o primeiro instrumento de todas as trocas e muitos conflitos e desacordos têm origem em problemas de linguagem” escreve no Expresso António Guerreiro. Para se entender o pensamento de Angela Merkel não basta evocar a história da Alemanha (com mais ou menos má fé) ou referir a defesa dos interesses nacionais. Há … More A dívida e a culpa

A distância entre a banalização e a barbárie é curta

Como foi possível que uma célula clandestina nacional-socialista assassinasse, de Munique a Rostock, nove estrangeiros e uma mulher polícia, assaltasse 14 bancos, realizasse um atentado bombista que feriu 22 pessoas e se mantivesse incógnita durante mais de uma década? Que sabiam os serviços secretos e o que silenciaram? Terá sido mera incompetência da Verfassungsschutz ou … More A distância entre a banalização e a barbárie é curta

Fujam que vem aí a Alemanha

Respondendo ao amável  convite de Henrique Raposo escrevi o que me vai na alma ( política). Como neste blog os comentários passam pelo crivo,  se me quiser insultar dirija-se sff ao Expresso online. 1. Quando um náufrago resiste a todas tentativas de salvamento torna-se difícil salvá-lo. Poucas vezes tive uma convicção tão firme como a que tenho acerca do desastre … More Fujam que vem aí a Alemanha

Multiculturalismo(s)

Se a intolerância “é o novo Muro de Berlim” – confesso que a metáfora me incomoda – a incapacidade de aceitar que o multiculturalismo sem deveres é uma utopia perigosa é a “nova muralha da China”. Numa democracia importa reconhecer que “o Estado social não é um self-service sem quaisquer deveres”, como salientou o presidente germânico … More Multiculturalismo(s)