O lugar como o “Skateistão” não deveria existir no Afeganistão

     Tenho uma dívida permanente com locais como este e pessoas como as da história que vou contar. Bebo da sua coragem.  Este lugar resulta de uma desobediência: ali não devia existir alegria, nem meninas a andar de skate. Façamos uma crónica do inesperado.   O dia de Hanifa começa com uma queda. Na descida … More O lugar como o “Skateistão” não deveria existir no Afeganistão

A capa da Time

A imagem de capa da Time desta semana é poderosa e perturbante. É um espelho da realidade das que tiveram a desventura de nascer do lado errado da vida. Como Aisha. OsTaliban bateram-lhe à porta pouco antes da meia-noite, exigindo que Aisha, 18 anos, fosse punida por fugir do seu marido. O marido tratava-a como … More A capa da Time

Um país que não é para mulheres

Sumarizemos os mais de 90 mil documentos  publicados pela WikiLeaks: os Estados Unidos desconfiam dos “aliados” paquistaneses, a corrupção grassa no Afeganistão e o combate aos Taliban não está a correr bem. Ou seja nada de novo. Porém, mesmo que os documentos sejam datados e contenham informação questionável, o certo é que eles surgiram num … More Um país que não é para mulheres

Caderno Afegão

O Afeganistão é, aqui no conforto do Ocidente, uma amálgama de ideias vagas e lugares comuns. País inóspito, mortos, feridos, atentados, burqas e talibans. Não imaginamos que lá existe uma equipa de boxe feminina, que nas rotundas de Cabul há “rosas lindas”  ou que a quase três mil metros de altitude, por entre montanhas dramáticas, se encontra … More Caderno Afegão

Yankees go home?

José Cutileiro contava , há uns meses,  no Expresso a  história do o  fidalgo escocês Fitzroy MacLean. Este  saltou de pára-quedas sobre a Jugoslávia em 1943 para depois informar Churchill se os aliados deviam apoiar os guerrilheiros de Tito ou os rebeldes do general monárquico Mihailovich que lutavam ambos contra o ocupante nazi. Qual dos dois matava … More Yankees go home?