Imparcialidades

Se um jornalista perguntar a um convidado: “no seu programa eleitoral diz que todos os cortinados dos portugueses futuramente serão verdes, sim ou não ?”. E o convidado responde e “ah mas o Ricardo Manuel quer cortinados lilases e a Maria Teresa cortinados às bolinhas, que vergonha”. O dever do jornalista é repetir até obter … More Imparcialidades

Dia D. Dia dela.

160 000 homens desembarcaram na praia de Omaha. E apenas uma mulher. Marta Gellhorn. Dois terços dos militares morreu, um terço sobreviveu. Um terço e Gellhorn. Antes de Svetlana Aleksiévitch ganhar um Nobel a escrever sobre a guerra no feminino, já Gellhorn o havia feito em “A Face da Guerra” e nas melhores reportagens de … More Dia D. Dia dela.

Notas breves sobre o ataque terrorista de Londres

  1. O estudo dos modelos de actuação dos grupos terroristas permite a definição de padrões de operacionalidade. Todavia no caso do terrorismo islâmico, a sua forma de actuação não é linear, verificando-se o cruzamento de um nível de elevada, média e baixa intensidade letal – medido pelo grau de danos humanos e físicos provocados … More Notas breves sobre o ataque terrorista de Londres

Pelas barbas do Profeta

    Hoje somos todos humoristas franceses em nome dos direitos, liberdades, garantias da nossa sociedade livre e plural. As piores e mais cruéis caricaturas de Maomé, as maiores ofensas ao profeta têm sido assinadas pelos que matam impiedosamente em seu nome, pelo radicalismo islâmico brutal e intempestivo, não pelos cartoonistas dinamarqueses, não pelos humoristas … More Pelas barbas do Profeta

Acess denied…

Pronto, estou irritada. Liguei o computador, preparava-me para ir verificar o email pessoal e no écran um aviso: “Em território britânico no Oceano Índico alguém tentou aceder ao seu email”. Tento alterar a password respondendo às perguntas de segurança (para dummies, que eu sou uma pessoa distraída). “Acess denied. A sua conta está bloqueada durante … More Acess denied…

Jornalismo ?

“Toda a vizinhança proclama convicta: “Os jornais servem para fazer embrulhos”. E é uma das raras vezes em que todos estão de acordo.” Cecília Meireles, in ‘Mar Absoluto’ Lembrei-me deste poema da Cecília Meireles a propósito de um post certeiro que o António Granado colocou hoje no Facebook. Chama-se “avisos” à leitura, confrangedora,  de muita … More Jornalismo ?

Balas ecológicas

A Nammo é una fábrica norueguesa de munições. Produz balas eco-friendly, sem chumbo nem metais pesados que poluam a natureza. Não deixa por isso de ser menos mortífera: “o seu coração de aço proporciona-lhe uma perfuração melhorada”, pode ler-se no catálogo. Nada ilustra melhor o profundo respeito pela natureza desta firma nórdica do que a brochura … More Balas ecológicas

Ainda o Profeta

A lógica da espiral é conhecida. Provocação e ódio geram violência, violência cega gera intolerância, intolerância gera provocação e ódio. Estamos a um passo de cair numa ratoeira. O Islão não se declina em cegueira ideológica, violência e terrorismo,até porque se percebe que as demonstrações de força radicais escondem a fraqueza de que não tem … More Ainda o Profeta

Alguém na Lusa andou a abusar de psicotrópicos…

Kiev, 06 jun (Lusa) – Um porco “adivinho” com 380 quilos, chamado Funtik, imitará a partir de 8 de junho, em Kiev, o famoso polvo Paul na hora de prognosticar os resultados dos jogos do Campeonato Europeu de Futebol. “O singular e único porco profeta, um autêntico porco ucraniano, adivinho e profundo conhecedor dos segredos … More Alguém na Lusa andou a abusar de psicotrópicos…

Top 5 (pessoal) das coisas de que uma jornalista gosta

1. Café Em todas as suas nuances, bica, cappuccino, latte macchiatto, turco. É o companheiro fiel nos turnos da manhã na rádio. Uma arma biológica antes de conferências de imprensa aborrecidas especializadas. A saudade de trazer no bolso em lugares exóticos.       2. Bloco Notas Quando a discrição é uma máxima de sobrevivência para … More Top 5 (pessoal) das coisas de que uma jornalista gosta

Morrer de pé

“A nossa missão é reportar os horrores da guerra com precisão e sem preconceitos”. Este era o lema de Marie Colvin. Há vidas que são ensaios sobre a coragem excepcional, sobre a não desistência. Mesmo sabendo que eram alvos, que o exército sírio tem instruções “para matar qualquer jornalista que ponha o pé no país”, … More Morrer de pé

(Mais) uma boa razão para ler o Público

“ Angola, os mitos e a realidade em discurso directo pelos emigrantes portugueses”, é o título de um excelente trabalho jornalístico do Público. A ler para quem não quer andar às cegas. Trata-se de um ensaio sobre a nova vaga migratória portuguesa, comparável à dos anos 1960, sobre os riscos profissionais que se correm, sobre … More (Mais) uma boa razão para ler o Público

Coisas de espantar (ou talvez não)

Há em Portugal, muita gente, jornalistas incluídos, que é alérgica ao Pedro Rosa Mendes. Por motivos variados.  Não andarei muito longe da verdade ao presumir alguma invejazinha por detrás da “alergia”. Adiante. Recentemente o i noticiava o suposto pedido de desculpa de Pedro Rosa Mendes ao presidente angolano. Artigo que rapidamente se espalhou pelos murais … More Coisas de espantar (ou talvez não)

O Pedro

Disclaimer: O Pedro Rosa Mendes é meu amigo e um dos jornalistas que mais admiro em Portugal. Pela verticalidade, pela seriedade, pelo talento e maestria com que usa as palavras e sobretudo pela Independência. Trocámos várias mensagens durante a emissão o “Reencontro” na RTP 1 e numa delas o Pedro disse-me “vou escrever uma crónica … More O Pedro

Ghosts by Daylight ou o amor em tempo de guerra

Há poucas pessoas preparadas para se debruçar sobre os momentos dolorosos e a agradecer-lhes a lucidez que trazem como bónus. E há ainda menos pessoas capazes de o escrever de uma forma poderosa, elegante, envolvente e com a crueza de um bisturi. Janine Di Giovanni é uma delas. Conhecia-lhe as reportagens– Sarajevo, Iraque, Gaza, Ruanda, … More Ghosts by Daylight ou o amor em tempo de guerra

Isso do clima é uma coisa dos outros…

Cimeiras em países distantes e tratados internacionais são os grandes temas das notícias climáticas na imprensa portuguesa, conclui um estudo a três jornais, divulgado ontem em Lisboa. As alterações climáticas “são um assunto demasiado distante das pessoas, uma questão de grandes acordos internacionais que é decidida longe e com poucos reflexos a nível nacional”, disse … More Isso do clima é uma coisa dos outros…

“Plastiqueiros”

Não existe para uma cidade melhor confessionário do que um mercado. É um mundo de beleza áspera e cores vibrantes. Um mundo feito de poesia. De “mamãs” redondas que guardam meticais na dobra da capulana, de mulheres garças, de passarinheiros, de peixeiras, de ilusionistas que trocam extensões de cabelo por fugaz  beleza. O Mercado Central … More “Plastiqueiros”

Notas soltas de Maputo

Sempre houve pessoas a argumentar que a verdade é muitas vezes inorportuna, contraproducente, uma extravagância, um luxo. Chama-se a isto pensar de modo político e é um fenómeno corrente. Na minha Europa, na minha África. Quando trabalho com jornalistas africanos, tal como agora em Maputo, uma das primeiras questões que lhes coloco é a da … More Notas soltas de Maputo

Garrote

Apetece-me cortar esta claustrofobia. Na noite da opressão uma voz ainda longe e fraca corta como lâminas de dor. A Primavera árabe teve muitas vozes, Lina Ben Mhenni,  Tarik Nesh-Nash,Mohammad Al Qaq,Basem Fathy, Marcell (com quem tive o privilégio de estar e conversar em Bona durante o Global Media Forum). Vozes da liberdade e que dela gozam. … More Garrote

“O alemão é uma língua boa para cavalos e soldados”

O meu primeiro dia na rádio foi uma madrugada e a pessoa que me tranquilizou antes de ler o noticiário foi um senhor com “s” maiúsculo, o nosso “dinossauro”. Aqui na redacção  é  ele uma pessoa estimada, generoso, de humor fino e anedotas na ponta da língua , algumas mais e outras menos desbocadas. Como qualquer bom … More “O alemão é uma língua boa para cavalos e soldados”

Mito Leica

Leio no Die Zeit que a Leica vai abrir um museu em Wetzlar, regressando ao lugar onde a sua história, o mito começou. “Não há nada neste mundo que não tenha o seu momento decisivo”, resumiu Henri-Cartier Bresson em “Le Moment Décisif”. “Para mim, a fotografia é o reconhecimento, numa fracção de segundo, da relevância … More Mito Leica