About Helena Ferro de Gouveia

“Se o encontro for mais que isso, mais do que aspiração de viver no presente absoluto sem o estorvo dos outros, então há que ter a coragem de o viver na sua totalidade, com todas as suas modulações, mesmo que isso doa. A vida pode ser inverosímil. O amor não.

Nasci em Bissau, cresci em Lisboa. Com o Tejo como horizonte diário.Depois da Faculdade parti sem amarras.

De Malaca ao Cairo, de Díli a Maputo, de Bissau a Jerusalém.
Bona é uma espécie de ancoradouro. Farol seguro

Descrevo-me assim: jornalista apaixonada, repórter, globetrotter e contadora de “estórias” .

Foto tirada na DW, Novembro 2011

Breve perfil profissional

Jornalista desde 1996/Project Manager desde 2009

– Project Manager Team África / América Latina na DW Akademie

– Jornalista da Rádio Deutsche Welle, Voz da Alemanha

– Correspondente da Visão desde 2007 até ao momento

– 9 anos correspondente do “Público” na Alemanha (1998-2007)

– Rádio: correspondente da RR na Alemanha até (1999-2005)

– Colaborações em Rádio:BBC Rádio, WDR

– Colaborações TV:

SIC e SIC Noticias

Deutsche Welle:

Coordenadora (RvD /SR) das Emissões da manhã e noite

Moderadora
Enviada especial

Reportagens especiais

em Moçambique, Guiné-Bissau, Sudão do Sul, Namíbia, Timor, Israel, Territórios Palestinianos, Egipto, Malásia, Bornéu, Estados Unidos, etc

Outras:
Formadora em cursos de jornalismo para a paz, jornalismo político, jornalismo em regiões de conflito e jornalismo ambiental

em Díli, Maputo, Bissau, Rehoboth, Manaus, Santarém do Pará, Boa Vista, Balsas, Oshakati, Buenos Aires, Santa Cruz de la Sierra, Cochabamba, Rio, etc.

Obras publicadas:
“ Globalization and National Development Policy” – colaboradora

50 thoughts on “About Helena Ferro de Gouveia

      1. Maceió,20/12/12

        Estimada jornalista Helena Ferro de Gouveia
        Saudações !

        Gosto muito das musicas africanas,sobretudo as da República da Guiné e as do Zaïre.Mas não gostaria de por os meus pés nesse conti-
        nente.Oque há de ruim(enfermidades,calor e falta de saneamento),supera
        o que é bom.Por muitos anos eu mantive amizade por correspondência
        com pessoas da República da Guiné.Também escutava e escrevia para
        emissoras africanas como a Rádio RSA(Voz da África doSul)e Radio Gui-
        née(Conakry).O povo africano não me parece amigável,mas belicoso.Ca-
        lor e falta mínima de infraestrutura,além de guerras intermináveis como a da Libéria.

        Cordialmente

        Adriel Batista Correia de Melo

        Liked by 1 person

  1. Oi Lena,

    Gostei da historia sobre o contador de historias que conta historias para nao se deixar mudar.

    Um día desses vou me juntar à blogosphera!

    Bjs, Christopher

    Liked by 1 person

  2. E ainda tem tempo para escrever um blogue?!
    Até, além de um curriculo impressionante, aguardo a sua publicação, os comentários das suas visitas suscitaram-me a curiosidade. Será este blogue o treino para escrever um livro, hum? … vou ler e depois, se ainda me achar capaz, dir-lhe-ei alguma coisa. Para já, parabéns!

    Liked by 1 person

  3. Quero só dizer que acabo de descobrir o Domadora de Leões, que gostei do que li e vou passar a acompanhá-lo, e que fiquei muito surpreendido (e é isto que, de facto, me leva a escrever este comentário) de encontrar uma capulana igualzinha a uma que eu tenho a decorar o blogue. Saudações de Svendborg, Dinamarca.

    Liked by 1 person

  4. Que fantástico percurso, profissional e, muito provavelmente, pessoal. Como aprecio e quase invejo essa aventura pelo mundo, essas viagens e o trabalho que faz. Isso só pode ser enriquecedor!!! Parabéns!

    (Achei graça aos comentários masculinos – a Helena, é de facto, muitoooo gira! Juba e sorriso à leoa – é o seu signo? ? :):)

    Gosto

  5. Olá, cheguei a teu blogue procurando informação sobre a entrevista realizada na RTP a angolanos no governo, gostei da forma que abraças os temas.
    Vivi en Angola durante 5 anos, sou uruguaia de mãe brasileira, socióloga.
    Desculpa pelo meu português algo limitado.
    Parabéns

    Gosto

  6. Olá Helena, como vai?

    Foi um prazer conhecer teu blogue.

    Sou também jornalista, brasileiro e mantenho há quatro anos um projeto editorial sem fins lucrativos chamado O Patifúndio! (www.opatifundio.com)
    Trata-se de um observatório voltado a tratar das culturas, costumes, aspectos artísticos, sociais e políticos dos países e territórios que se comunicam pela língua aportuguesa.

    O projeto conta hoje com aproximadamente 50 colaboradores espalhados pelo mundo lusófono, graças a possibilidade de aproximar pessoas geograficamente distantes por meio da Internet.

    Faço o convite para participar deste projeto. Ao ler sua biografia aqui, tenho certeza que tens muitas histórias interessantes para contar.

    Eventualmente este convite pode se estender também com a possibilidade de republicar postagens de seu blog que tenham relevância para o nosso projeto, dando-lhe sempre os devidos créditos.

    Desde já um forte abraço do Brasil.
    Estamos juntos.

    Gosto

  7. Foi fantástica aquela hora de Antena na Rádio, no sábado 11/08/2012. Foram momentos maravihosos que vivi, foi assim desta maneira que ouvi as suas palavras. Deu sempre mto bem explicações e defenições excelentes sobre as situações problemáticas dos momentos que vivemos. Felicidades.

    Gosto

  8. Estimado Ariel, eu acho que esse seu comentario nao foi oportuno, pk a Helena nao e nenhuma instituicao e nem estado simplesmente esta a fazer o que ela gosta que é informar, ajudar muita gente com escasso recurso informativo a saber o que se passa nos seus paises e mundo, se nao poder eligiar e melhor calar em vez de preferir uma opiniao desse, mas é a sua opniao fazer o que? obrigado e forca Helena no seu labor que e de louvar.

    Gosto

  9. cheguei aqui através do “2 dedos de conversa”. deve ser característica das Helenas, terem blogs interessantes e que agarram quem gosta de boa escrita com sentimento dentro.
    parabéns pelo blog e obrigada pela partilha.
    vou ler tudo. :)

    abraço.

    Liked by 1 person

  10. A curiosidade é como uma fera que temos no peito.
    Acho que é a perfeita definição do que se costuma chamar “curiosidade científica” mas que é mais do que isso. Sehnsucht, fome de mundo de cores de gentes de sons e cheiros. Obrigada por libertar essa fera e partilhar isso connosco.

    Liked by 1 person

  11. Bom dia Helena,
    Cordiais saudações.
    Pensei em elogiar a escrita e a pessoa,contudo, ficaria repetitivo..
    Vi o o seu conto no blog do Luis Graça e Camaradas…,
    chamou a minha atenção o seu romance sobre (ou em) Gadamael, pois passei lá dois anos da minha vida (70/72), e sobre os quais fiz alguns breves relatos nesse blog.
    Forte abraço.
    Vasco Pires

    Liked by 1 person

  12. Arressebi uma revista da DW onde diz que tu, não sei quê mas também, vais mudar ou vais sair ou vais entrar, etc e coisa. Explica aí o que se passa piquena!

    Gosto

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s