Caixotes

Aos pouco mais de trinta já tinha vivido mais do que a maioria de nós numa vida inteira. Já tinha conhecido a violência e a fome na cidade baiana onde nasceu, que de redentora só carrega o nome, Salvador. Já desejou não ser preto e emigrou para Lisboa. Foi enganado, roubado, dormiu meses a fio num carro, sempre alerta. Na escala dos emigrantes, os negros brasileiros têm cotação em Portugal.

Desde a infância, queria fugir, uma fuga profunda, com vários sentidos em simultâneo.
Fugir à miséria, fugir ao destino que lhe traçaram sem perguntar. Essa fuga interminável parece tê-lo levado a si mesmo, o único lugar de chegada que importa.

Encontrou um emprego. “Deu gente boa”. Embrulhou com carinho os livros da minha filha, um a um em papel de seda, colocou-os no caixote. “Menina danada que lê alemão”. Sorri, sorri muito. Nas mãos dele a vida da teen, encaixotada a caminho da Alemanha, de repente para. “Posso ver ?”. “Pode”. Chora. “É um berimbau”. “Sim, trouxe da Bahia há 30 anos”. “Posso tocar ?”. “Pode”. Houve roda de Capoeira na minha sala.

Não lhe contei mas lembrei-me de uma cena do meu Brasil que guardei para mim como um tesouro dos que não se compram. Estava parada no trânsito de São Paulo, encoberto por um caixotes um sem abrigo fazia aviaozinho, levantava a criança para cima e para baixo e o bebé ria. Não foi só o trânsito que parou, o tempo parou ali naquela alegria, alheios ao mundo, à garoa ( a chuva miudinha paulistana ), ao frio e à brutalidade das ruas havia um homem perante o milagre da vida.

Entre os caixotes que levam do meu amor mais novo para longe um desconhecido fez-me viajar ao melhor de nós: a humanidade.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s