A Coca-Cola, o Natal e a extrema-direita

A Alemanha vive um Coca-Cola gate e é delicioso. A história que tem feito sururu no Twitter e já chegou ao New York Times conta-se de uma penada.

Um grupo de activistas colocou um cartaz publicitário na Martin Luther Strasse, uma via muito movimentada da capital alemã, dizendo ” Para um Natal fraterno diga não à AfD”. A filial alemã da Coca-Cola, que nada tinha a ver com o cartaz gostou da ideia, e o CEO twittou: “nem tudo o que é fake está errado !”. A AfD enfurecida começou a publicar vídeos onde despejavam Coca-Cola e Fanta e produziu um falso anúncio dizendo ” a Pepsi diz sim à AfD”. Como resposta a Pepsi ameaçou processá-los.

A história não acaba aqui. A extrema-direita prosseguiu com uma campanha “beba Fritz Cola ou Vita Cola, são alemãs”. As marcas alemãs não gostaram e lembraram à AfD que saíram à rua em 2017 (verdade) para protestar contra os neo-nazis, a Fritz Cola lembrou mesmo que é a “bebida mais consumida nos clubes LGBT que nós apoiamos” . Em guerra com os refrigerantes alguns membros da AfD apelaram ao consumo de leite em vez de colas, ao que os produtores de produtos lácteos responderam que a vaca leiteira mais comum na Alemanha tem origem no Médio Oriente.

E a saga continua. Que nunca se diga que os alemães não têm sentido de humor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s