“Damn you, Siachen”

Em tempos num país asiático conversava com um militar indiano sobre a independência, o colonialismo britânico e a hostilidade entre a Índia e o Paquistão, países que nasceram do fogo.
Talvez muitos não se lembrem mas após 15 de Agosto de 1947( data da retirada dos britânicos) houve uma migração extraordinária de pessoas: hindus e siks a caminho da Índia e muçulmanos rumo ao Paquistão. Quando essas colunas se cruzavam houve carnificinas. O governo britânico lavou as mãos ( como fez em tantos outros países de que é exemplo paradigmático o Sudão ) e recusou que as tropas ainda presentes no terreno ajudassem a manter a ordem. As vítimas mortais dessa migração de 15 milhões de pessoas estimam-se em um milhão. 

Das muitas disputas entre o Paquistão e a Índia uma das mais absurdas ( do ponto de vista militar e humano, porém um verdadeiro case study para quem se interesse por espionagem) é a batalha no Glaciar de Siachen, a uma altitude de 6700 metros. Poucos terrenos (talvez apenas a guerra na selva amazónica) serão mais adversos que este. Os soldados enlouquecem, literalmente, congelam, são vítimas de avalanches. Do ponto de vista militar a melhor metáfora para este conflito é a de dois homens a lutar por um pente, só que são dois homens com armas nucleares.
Dos muitos absurdos das guerras este, na escala da “absurdidade”, está no topo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s