Breves notas quenianas (1) 

Escrevo sentada em frente a um poço de água onde os animais vêm beber.
Estou no lago Nakuru, local onde foi filmada a parte mais bela do filme “África Minha”.

Dificilmente conseguirei por em palavras a magia deste lugar e a sua paz. 

Junto à água estão babuínos e zebras. 
Lembram-me a velha lenda africana sobre as riscas das zebras. 
Começa como todas as histórias com um “há muito, muito tempo”. Pois bem, há muito muito tempo havia um babuíno poderoso, macho enorme, que se coroou rei das águas. 

Era ele que controlava o acesso ao poço determinando quem bebia ou não. Para isso contava com a aliança forjada com animais mais fortes como os leões ou os rinocerontes. 
Um dia uma manada de zebras alvas, naquele tempo as zebras eram alvas como as nuvens e o mais belo dos animais da savana, aproximou-se e pediu para beber. Caprichoso o babuíno recusou. Uma jovem zebra fêmea desafiou-o: “a água é de todos os animais como tudo o que está sob o céu da savana”. 
O babuíno não gostou do repto e empurrou a zebra para uma fogueira que pastores haviam acendido por perto. O pelo alvo ficou marcado por listras negras, a beleza deixava de ser imaculada. A zebra não se ficou – não há nada pior na selva do que uma fêmea enraivecida – deu um coice ao babuíno tendo este aterrado com as nádegas na fogueira e perdendo toda a pelagem na naquela zona. 
Ainda hoje os babuínos transportam a vergonha do egoísmo e as zebras mostram que a coragem é mais preciosa que a beleza.
( digam lá se não é uma história magnífica ?)

( a câmara fotográfica do mundo ? O iPhone ) 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s