Dia da mãe boliviano 

Estou aqui enrolada como um poente a pensar no dia de hoje. E espero estar à altura da grandeza do gesto que me brindaram.

O 27 de Maio é o dia da mãe na Bolívia e o dia das Heroínas de Coronilla, mulheres que aqui em Cochabamba, em 1812 lutaram  contra o colonialismo espanhol sendo massacradas. 

Os jornalistas das rádios comunitárias indígenas com quem estou a trabalhar – alguns fizeram viagens de mais de dois dias de autocarro pelas estradas bolivianas para estarem presentes na formação – prepararam uma surpresa inesquecível.

Quando acabávamos o almoço, aqui tudo é partilhado, pediram-me que sentasse no centro de um círculo de cadeiras, rodeada à esquerda e direita pelas cozinheiras, também elas mães, e pelas restantes mulheres do grupo. Na mesa colocaram um bolo, artigo de luxo para a maioria dos bolivianos e copos com refresco de chicha ( uma bebida fermentada à base de milho). Depois entoaram uma canção tradicional ” As mãos de minha mãe querida” e entregaram a cada mulher presente na sala um ramo de flores. Um a um cumprimentaram-me com dois beijinhos e uma saudação em aymara e quechua, arrancando-me uma lágrima furtiva. 

Nunca um bolo, com recheio de carinho, me soube tão bem. 

Estes pequenos gestos cheios de amor fazem-me que acreditar que o mundo não está apenas cheio de gente, mas sim de pessoas. 

       

Anúncios

One thought on “Dia da mãe boliviano 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s