Dia da mãe 

Para onde fui só havia mapa para chegar ao ponto de partida. Nessa travessia, só chegaria ao destino quando me esquecesse de mim. 

Ao avesso de qualquer outra aventura que vivi em lugares exóticos e imprevisíveis, num mundo onde quase todas as geografias já são conhecidas, na maternidade quero o perto e esse perto onde me descubro é a experiência mais radical. 

Eu que escolhi o jornalismo na ânsia de dar alguma ordem e sentido ao real, descobri de forma radical a impermanência da realidade. 
Com a casa posta em silêncio penso nesse doce milagre que é ser mãe.
Ser mulher tem incontáveis desvantagens – contornáveis todas elas se não se tiver medo – mas sentir no território do corpo uma vida a crescer vale todas as incomodidades.
Um Feliz Dia das Mães ( e dos filhos e das tias também). 
 

Advertisements

3 thoughts on “Dia da mãe 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s