Barbárie

Há coisas terrivelmente simples: na maioria dos países islâmicos as mulheres não possuem direitos. A vida pública é-lhes (praticamente) negada, são vítimas de toda a espécie de humilhações desde a obediência cega ao homem que não escolheram à mutilação genital até ao apedrejamento até à morte. Hoje foi disponibilizado um vídeo na internet – para o qual me recuso a colocar link –  que mostra o apedrejamento, até à morte, pelos monstros do IS, de uma jovem mulher síria. A mulher foi conduzida pelo próprio pai até um buraco na terra, em seguida enterrada e apedrejada. O seu crime? Ter-se apaixonado por um homem que não o seu marido, desaparecido há mais de um ano. “Quem se interessa por uma adúltera?”, pergunta-se no vídeo, ” a beleza do Islão será mostrada aos infiéis quer eles queiram, quer não”. A religião, seja ela qual for, e a “diferença cultural”  sempre tiveram  as costas largas, porém há limites. Não há  justificações religiosas para o massacre de mulheres – violadas, vendidas, apedrejadas, despojadas de direitos- que se vive na Síria, no Iraque, mas também no Irão, no Paquistão, na  Arábia Saudita, na Somália, no Egipto. As histórias destas mulheres, que de tempos a tempos afloram nas notícias, desmontam , como escreveu Inês Pedrosa, ” o discurso da boa consciência paternalista praticado no Ocidente: não, não há “uma cultura outra” difícil de “descodificar” aos nossos olhos”, nem uma religião que justifique a violação dos direitos humanos. A complacência para com a barbaridade torna-nos bárbaros. Terrivelmente simples.


One thought on “Barbárie

  1. Subscrevo totalmente, Helena.
    A minha tolerância é zero para esta selvajaria contra as mulheres, e por conseguinte para sistemas, seja qual for o seu nome, religiosos, políticos, “culturais”, que a promovam.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s