A morte nunca é suave

Tudo o que há para saber do amor é um afago nos cabelos antes de dormir, uma canção de emabalar. Ou cheiro de um bolo ainda quente. E nada nos prepara para que esse amor se torne numa colecção de instantes felizes  suspensos no tempo, amarelecidos pela ausência.

Como explicar a uma criança a morte da mãe ? Como encontrar palavras para dizer esse pretérito perfeito a anunciar como somos imperfeitos? Se o momento da morte nunca é o justo, que dizer da morte da mãe?

Este domingo, quando fazia a leitura na missa, custou-me olhá-las de frente,dignas, abraçadas ao pai e uma tia, olhos de nevoeiro. Uma tem a idade da minha filha mais nova, a outra é um pouco mais velha. A M. e a P. perderam a mãe numa luta desigual com a doença. O que se diz para consolar esta dor? Por uma vez não dou razão ao Vinicius:”é coisa simples a morte. Dói, depois sossega”.

A passagem do tempo pode suavizar a dor, a fé pode fortalecer e os desígnios de Deus são insondáveis – e há momentos em que eu, pecadora, os considero demasiado crueis – mas não muda o fundamental: “Mãe não tem limite/é tempo sem hora/luz que não se apaga quando sopra o vento e a chuva desaba”.

Rezo por elas (rezem por elas), por aquela família com a vida interrompida, sem a bússola que é uma mãe, e também por mim.

(É egoísmo num momento destes pensar em mim, porém o meu maior medo, a minha maior angústia é que a ampulheta do tempo se esvazie de súbito e as minhas filhas, ainda pequenas, fiquem sem colo).

Anúncios

2 thoughts on “A morte nunca é suave

  1. Como eu a entendo, Helena. Fico gelada sempre que uma nova situação (fatalidade … ?) me mostra como a vida pode variar entre a beleza mais extrema e a realidade mais horrível. Já construí, dentro de mim, algumas pontes que me ajudem a chegar à outra margem desse mar devastador, mas nenhuma ainda convenceu o meu coração. É, como diz o outro, “estamos no mato sem cachorro”. Porém, não é tanto assim: essas meninas, para além do pai, têm as suas orações, o que significa que terão muito mais do que isso. Se há algo em que eu acredito, é que precisamos todos uns dos outros. Tenha um bom dia.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s