Atenas “apaga” a rádio e a televisão públicas

KM

Confesso que ainda estou atordoada. Hoje o governo grego ordenou o encerramento temporário da ERT, a rádio e televisão públicas, justificando esse acto com as medidas de austeridade. Os mais de 2500 funcionários ficarão suspensos até a ERT reabrir “assim que possível”.

” A ERT é um caso excepcional de falta de transparência e extravagância incrível” afirmou o porta-voz do governo helénico, Simos Kedikoglou. Esta argumentação terá certamente o seu quociente de verdade, mas vinda da boca de um político grego soa-me quase a ironia. “You have been served”, como nos filmes, ou será que todos funcionários públicos (2 mil este ano) que Atenas terá de despedir se encontram na ERT ? O “apagão” entrará em vigor esta noite.

Não me lembro quando o jornalismo começou a morrer nesta velha e cínica Europa, em profunda crise de valores.

É uma velha tradição a de matar o mensageiro. Tenho para mim que cada prego no caixão do jornalismo (de referência) é um prego no caixão de uma sociedade pluralista, aberta e sobretudo livre. Hoje é um dia negro para o jornalismo. E para a democracia. Literalmente.

Athens (dpa) – The Greek government on Tuesday ordered the
temporary shutdown of the country’s state television and radio
broadcaster ERT due to austerity cuts, spokesman Simos Kedikoglou
announced.
“The government has decided to close down ERT – as of tonight,”
said Kedikoglou, describing it as haven of wasteful spending,
corruption and mismanagement, “which ends today.”
Despite objections from unions and junior coalition partners,
Kedikoglou said the government decided that ERT needed to be vastly
downsized.
Its 2,500 employees will be suspended until the channel reopens
“as soon as possible.”
It was not immediately clear how long that would take or how many
employees would be rehired.
Hours before the announcement was made, hundreds of workers could
be seen occupying ERT’s main building in Agia Pareskevi in Athens,
with union leaders saying they would keep the stations on the air.
Greece’s international lenders – the European Commission, the
European Central Bank and the International Monetary Fund (IMF) – are
pressing the government into fast-tracking a delayed plan to dismiss
2,000 civil servants by the end of the year and 15,000 by the end of
2014.

Anúncios

2 thoughts on “Atenas “apaga” a rádio e a televisão públicas

  1. bem ..se fosse em portugal seria um profundo beneficio para a democracia que tem vindo a ser estuprada coletivamente por um bando de falsos jornalistas que manipulam toda a informação…malditos sejam ..

    para quando o fecho da rpt e quejandas ?

    Gostar

    1. Mesmo que haja alguns maus exemplos na RTP, ainda se faz bom jornalismo e existem muitos bons profissionais. O eventual encerramento da RTP poderia poupar alguns milhões ao erário público mas traria danos irreversíveis à maltratada democracia portuguesa.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s