A mãe do árbitro, o Twitter e a política alemã

Quem diria que o vernáculo português iria interferir na política alemã? A coisa conta-se numa penada. Os liberais alemães, em queda nas sondagens e temer pelo seu lugar no Governo ao lado de Angela Merkel andavam inquietos com o baixo número de seguidores no Twitter: uns humilhantes 6437 (a 6 de Fevereiro).

De um momento para o outro, o partido vê os seus seguidores darem um brutal salto para quase 37 mil. Como começaram logo a circular várias teorias sobre a multiplicação dos seguidores o FDP ( Freie Demokratische Partei) apressou-se a dar explicações e a declarar a sua inocência: não, o partido não comprou seguidores, mas em português FDP ( filho de uma trabalhadora sexual) é um acrónimo popular… Como é óbvio as peripécias do FDP com o vernáculo português e a explicação bizantina do partido têm feito as delícias da imprensa alemã e os provocado os mais diversos comentários hilariantes no Twiter. Quem não twittou que atire o primeiro iPhone.

Assim de repente passou-me pela cabeça: e se o Die Link descobre o Grândola? Existe uma versão em alemão e tudo. Ohmmmmm


One thought on “A mãe do árbitro, o Twitter e a política alemã

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s