Ciladas da língua

Comecei por brincadeira o jogo, que lhes permite refrescar a língua, conhecer a gramática e dar valentes gargalhadas. “ Como é mesmo mami? Eu hei, tu hás, ele há, nós ‘hamos’”? Curiosamente, ou talvez não, nunca erram a segunda pessoa do plural (clap,clap à educação católica e aos belíssimos salmos).

Lá fora o ribombar longínquo e surdo de um trovão adensa a ameaça de chuva. Mais leves são os risos delas na sua brincadeira favorita à mesa: conjugar os verbos irregulares portugueses entre colheradas de sopa.

É verdade que elas lêm muito  – em alemão, em inglês, menos em português, e a mais velha até em latim, BENZA-A-DEUS -, mas, como quase todos os miúdos deste tempo, as minhas filhas têm extensões tecnológicas das mãos: os smartphones-laptops-nintendos e afins. Aliás já tenho um doutoramento em criptologia para decifrar SMS ou mensagens no Facebook do tipo “biglzuhau”(bin gleich zu Hause, estou a chegar a casa), ou” wobidu” (wo bist du?, onde estás). A  teen cá de casa usa em simultâneo dois telemóveis. Espreitando mensagens do Whatsapp com a ansiedade de quem continua à espera de Godot.  Ohmmm.

O meu lado de mãe 2.0 acha razoável  que elas sigam o Zeitgeist, já o meu eu “clássico”, que  vê os livros como um catálogo de pequenos e grandes prazeres, sabe que a aprendizagem da língua  é um work in progress, nunca perfeito, nunca terminado e passa por ultrapassar as ciladas da gramática portuguesa, como quem passa de nível no Nintendo. Eu bem me lembro do tormento que era entrar nos livros com a curiosidade de um entomologista e dissecar os recursos estilisticos, embora saiba o que é prosopopeia e ou disfemismo, faço por esquece-lo. Freud explica.

Entre pô-las sentadas com uma gramática aberta à frente  a aprendar a colocar as palavras certas nos lugares certos, boring , boring,e  sessão de gargalhadas,  prefiro  a última. E permito-lhes o mesmo o atirar de dardos. Depois de conjugarem os verbos é a vez da mami pronunciar em alemão palavras escolhidas por elas. Só vos digo: as criancinhas tem requinte na arte da tortura.

Anúncios

One thought on “Ciladas da língua

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s