Shame on you

Leio na Der Spiegel e não quero acreditar. A terceira maior força política húngara, o partido de extrema-direita Jobbik apresentou uma moção parlamentar para que sejam registados o judeus no país por “constituirem uma ameaça para a segurança nacional”.

De qualquer século que se olhe a história da Europa encontram-se judeus a ser perseguidos (e a resistir). Na Europa dos Lager a infâmia do anti-semitismo não foi arquivada, nem à direita, nem à esquerda.

Muitos europeus acreditam que Israel, não as suas políticas (contestadas por boa parte dos israelitas) é a “maior ameaça à segurança mundial”.Paremos para pensar.Foram os israelitas que fizeram explodir autocarros, são eles que atacam escolas, atiram sobre jornalistas no Afeganistão e no Iraque? São os israelitas que condenam mulheres à prisão da Burka, que amputam mãos, chicoteam e apedrejam até morte? São os israelitas que se lançaram numa cruzada contra os valores do Ocidente, sobretudo a autodeterminação e a liberdade?

Por muitos erros que a política israelita cometa ou tenha cometido,  é fácil de ver quais os países a intolerância é absoluta para o que é diferente, onde a vida humana (em particular a da mulher), a liberdade e a democracia nada valem. Israel está do nosso lado da trincheira.


3 thoughts on “Shame on you

  1. Realmente as imagens que recebemos do islão são as piores, mas há pessoas que são normalíssimas, de boa índole e progressistas. Como em todo o lado. O problema é os fundamentalismos vingarem entre muitos (também os há do lado judaico/israelita), o que não é aceitável, de todo. Mas há toda uma conjuntura, nomeadamente na Faixa de Gaza, que só ajuda a este polvo. Enfim, eu ainda acredito, há um longo caminho a percorrer mas tudo é possível. Reconhecer-se a Palestina como uma nação, na ONU, já era um começo…

    Gostar

    1. Fátima tenho muitos e bons amigos muçulmanos ( da Malásia ao Egipto passando por Moçambique) e são pessoas maravilhosas, a anos luz do “Islão” atávico e bárbaro que assentou raias em muitos países. Claro que há que encontrar uma solução para a Palestina (o povo merece-o), mas sem fazer de Israel e dos judeus ( há muitos israelitas ateus e muitos judeus que não israelitas) culpados de de todos os males e conflitos.

      Gostar

  2. E há inclusive muçulmanos israelitas. ( E árabes judeus, árabes ateus e muçulmanos não árabes.) É bem verdade que qualquer fundamentalismo e extremismo só destruiu e continuará a destruir (essa notícia traduz a intolerância da extrema-direita, tudo o que é etnia está fora do seu círculo). Vejo, contudo e também, muito anti-islamismo, é só ler os comentários nos jornais online que se vê que tudo é metido nos mesmo saco, com uma radicalização de pensamento que assusta ( e muitas vezes grande desconhecimento geral). Vamos, ainda assim, acreditar, Helena. 🙂 A bem dos homens e das mulheres:)

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s