Day of the Girl Child

Fotografia de Stephanie Sinclair

Diariamente acontecem coisas terríveis, e não se podemos sofrer por todas elas, não podemos ignorar que elas existem. Na sociedade hípermediatizada em que vivemos quando um avião cai sob o Atlântico, um tsumani espalha morte e destruição no Japão, ou uma criança morre de fome em Angola, todos ficam a saber. Talvez por isso, por esse sofrimento ser tanto e nos chegar a qualquer instante se criem anticorpos.

A “Der Spiegel” trazia esta semana uma fotografia de Stephanie Sinclair. Um casal e quatro crianças. Apenas o pai esboçava um sorriso. Fátima, de bebé ao colo como uma Madonna renascentista, tem um olhar negro, gelado. O olhar de quem aos 22 anos é mãe de quatro filhos, e perdeu outros dois. Fátima foi forçada a casar aos oito anos. Um destino partilhado por 10 milhões de meninas, numa estimativa optimista. Este não é um sofrimento relativo. Alguma coisa tem de ser feita por causa deste sofrimento.

Em todo o mundo, segundo a UNICEF, uma em cada três mulheres entre os 20 e 24 anos de idade casou-se pela primeira vez antes de completar 18 anos. Um terço delas casou-se antes dos 15 anos de idade. O casamento infantil tem como consequência a gravidez precoce e indesejada, apresentando riscos que podem pôr em perigo a vida da criança ou adolescente. Nos países em desenvolvimento, 90 por cento dos nascimentos entre as adolescentes entre 15 e 19 anos acontece entre meninas casadas, e as complicações associadas à gravidez são a principal causa de morte para as jovens deste grupo etário.

Hoje cumpre-se o primeiro Dia Internacional das Meninas e a ONU renovou o apelo internacional para que todos os países definam 18 anos como idade mínima para o casamento, algo que nem todos os países membros da organização respeita.

Fotografia de Stephanie Sinclair
Anúncios

2 thoughts on “Day of the Girl Child

  1. Completamente inaceitável e anacrónico, o facto de casarem antes dos 18 anos. Isto enfurece-me completamente. Já agora, soube que no Egito estão a tentar mudar para uma idade inferior a possibilidade das raparigas se casarem. Quem me disse foi um amigo egípcio, e disse o que pensava de quem assim quer legislar: “Sick people…”.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s