Um golpe condenado ao fracasso?

Adensam-se os sinais que indicam que a sublevação militar na Guiné-Bissau está a esvaziar-se como um balão com falta de ar quente.

Um dos mais importantes indícios é o agravamento das fracturas internas no seio das Forças Armadas. Nos militares não pertencentes ao grupo étnico balanta – grupo a que pertence o ex-presidente Kumba Ialá considerado por muitos em Bissau como o autor moral do Golpe, sendo o executor o General António Indjai- o golpe não é consensual e causou um profundo desagrado. Desagrado que levou à detenção pelos golpistas do vice-Chefe de Estado Maior General Mamadu Turé, de etnia mandinga e do Chefe de Estado Maior do Exército, General Augusto Mário, de etnia mancanha. Sabe-se também que um número muito elevado de soldados e oficiais não balantas foram desarmados e acantonados.

Igualmente importante é o isolamento internacional dos golpistas e a condenação da vasta maioria da população guineense.

Com a agudização das condições de vida – falta de água, cortes eléctricos, escassez de alimentos, fuga de Bissau para o interior do país -aumenta a insatisfação de uma população manifestamente cansada dos desvarios castrenses.

À medida que se tornam claros os verdadeiros objectivos do golpe, justificado pela “ameaça angolana”, mas que na essência foi ad hominem, isto é contra o primeiro-ministro cessante Carlos Gomes Júnior – essencialmente por dois motivos : a postura Gomes Júnior anti-narcotráfico ( crime onde estão envolvidas altas patentes militares entre elas alegadamente António Indjai) e o empenho em levar a bom porto a reforma do sector de segurança e defesa – aumentam também as ameaças à sua integridade física.Será por isso importante que a comunidade internacional mantenha a pressão sobre os golpistas,aplicando na prática a propagada tolerância zero com este tipo de práticas e que, numa segunda fase , criminalize os responsáveis militares e civis. Só pondo um ponto final na impunidade que grassa na Guiné-Bissau o país poderá aspirar à tão ambicionada e merecida estabilidade.

Anúncios

3 thoughts on “Um golpe condenado ao fracasso?

  1. Ao procurar notícias sobre a Guiné-Bissau cheguei ao seu blogue, de que muito gostei.
    Felicitações.

    Veríssimo Dias

    PS: quer indicar-me o seu email?

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s