Da modéstia

Há algo de tranquilizador nos gestos comuns, nas coisas próximas, tão próximas como aquilo que é íntimo. Há algo pacificador na imagem de uma chanceler que vai sozinha ao supermercado, que respeita a fila, que espera pela sua vez e que carrega ela própria o saco das compras não deixando os seguranças fazerem-no.Poderá ter todos os defeitos que nela queiram ver, mas continua com os dois pés bem assentes no chão.

* Esta fotografia do Bild foi tirada na sexta-feira, ao final da tarde em Berlim, depois da Cimeira da União Europeia.

 

Anúncios

2 thoughts on “Da modéstia

  1. Julgo que foi no filme “The bodyguard” que um segurança explicava que não lhe competia carregar sacos de compras, porque isso ia ocupar-lhe as mãos e a atenção que deviam estar livres para o que lhe cabia realmente, a segurança.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s