Hoje é dia da rádio

Este é um rádio namibiano que funciona

Desde miúda que me habituei à sua presença. Logo pela manhã a minha mãe sintonizava à rádio e o mundo chegava-nos servido à mesa do pequeno-almoço. Foi pela  rádio que soube que  Carlos Lopes tinha ganho a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos ou que o Muro de Berlim tinha caído.

Ainda hoje a primeira coisa que faço pela manhã é ligá-la e escutar as notícias.

Habituei as  filhas de pequeninas a reconhecer o sinal horário, quando viajamos de carro,  e a respeitar aquele momento  breve que alinha as venturas e as desgraças do planeta. Hoje esse é um momento de partilha e de discussão, de alargar horizontes, de falar de política e da Bundesliga, dos Grammys ou de um novo filme. De justiça e desigualdade. O nosso bonding passou e passa pela rádio. Como escreve Coetzee “a história só tem vida se lhe derem um poiso na nossa consciência”.  E rádio é uma gigantesca lição de consciência.

Depois há o lado de cá. Adoro estar deste lado. Ter o microfone aberto à minha frente e falar ao ouvido dos ouvintes lá longe nesse continente apaixonante que é o africano. E ter a pretensão de mudar alguma coisa. Ou pelo menos tentar.

Anúncios

2 thoughts on “Hoje é dia da rádio

  1. que Carlos Lopes tinha ganho a medalha de ouro

    Com o verbo “ter” utiliza-se sempre a forma regular do particípio passado. A forma irregular usa-se com o verbo “ser”. Portanto, a frase correta seria

    que Carlos Lopes tinha ganhado a medalha de ouro

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s