Momentos efémeros I

Todos os dias me ofereço um luxo, uns minutos ohmmm. Breves momentos de prazer fugaz, roubados à navegação diária contra o ditakt do relógio. Basta-me conjugar uma planície infinita que ninguém habita, a do livro que leio de momento, e um parêntese reconfortante entre a mão e o pensamento, na forma de uma chávena de cappuccino.

Mais do que um eterno bem estar, eu desejava um breve momento de prazer efémero.

Jaroslav Seifert

Anúncios

2 thoughts on “Momentos efémeros I

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s