Boas notícias da Guiné

“Agora paz, / agora pão, / agora poema”.  A sábia enumeração é do poeta cabo-verdiano Corsino Fortes. Sendo a leitura um privilégio em demasiados países a notícia da LUSA é bálsamo para a minha fibra guineense.

O analfabetismo está erradicado da função pública da Guiné-Bissau, depois da escolarização de 1094 pessoas, as últimas das quais receberam na quarta-feira os diplomas em Quinhamel, arredores da capital.

 O programa de alfabetização abrangeu a totalidade dos cerca de 10 por cento de funcionários públicos que não sabiam ler nem escrever, e foi financiado pela União Europeia com 6,5 milhões de euros.

De todos os funcionários que não sabiam ler nem escrever 636 eram de Bissau e 458 do resto do país, explicou à Lusa a coordenadora do projeto, Graça Pombeiro. 

Além de dotar os funcionários públicos de ferramentas básicas, a campanha contribuiu para baixar o analfabetismo no país (40 por cento da população com mais de 40 anos). Os funcionários públicos que aprenderam a ler, a escrever e a fazer contas tiveram também formação económica, para saberem como gerir pequenos negócios.

Anúncios

3 thoughts on “Boas notícias da Guiné

  1. Gi, o projecto ( os tais seis milhões ) englobou a reabilitação do Ministério da Função Pública e aquisição de equipamento, o recenseamento dos funcionários públicos, um trabalho paralelo para colocar excedentários no setor privado e a criação do Plano da Reforma da Administração Pública, aprovado pelo Governo em fevereiro passado.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s