God bless America

Há instantes de noite e de terror, em que tudo é extinção pura, que nos trazem a suspeita que o tempo não é tão longo como supomos e que confirmam que certas vidas são ensaios sobre o mal. E que nos obrigam a escolhas. A sair da trincheira da ambiguidade.

Observei durante dias um voto de silêncio. Procurei fugir aos lugares comuns. Não participei nesse exercício colectivo de partilha que foi a resposta à clássica pergunta: “onde estavas no 11 de Setembro”. Porque a resposta seria banal. E esse dia demonstrou o inquebrantável espírito de resistência, a essência americana. A fibra de que se fazem os heróis.

Se antes desse dia terrível tinha convicções, elas ficaram reforçadas. O meu campo é o do Ocidente, é da América. O dos valores humanistas de que tenho orgulho, sem preconceito.

 Recuso-me a “compreender” o terrorismo e a enquadrar suas “motivações”. Seria condenar as vítimas dos atentados, e os que delas ficaram privados, mais e mais uma vez. É um pensamento quase insuportável.

 Acho obsceno ver nos “males da América” o pecado original, o elemento incitador do ódio. Parece que alguns anti-americanos encartados ainda não entenderam que o ódio dos radicais não é dirigido contra “os cowboys”, mas contra as sociedades abertas, plurais, tolerantes, onde os direitos humanos são respeitados.

Com todas as suas imperfeições prefiro a América – onde a liberdade e a democracia são fundacionais – ao programa radical dos fundamentalistas. Pondo as coisas em termos muito simples: antes um McDonald’s que uma burka.

Anúncios

One thought on “God bless America

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s