Garrote

Apetece-me cortar esta claustrofobia. Na noite da opressão uma voz ainda longe e fraca corta como lâminas de dor. A Primavera árabe teve muitas vozes, Lina Ben Mhenni,  Tarik Nesh-Nash,Mohammad Al Qaq,Basem Fathy, Marcell (com quem tive o privilégio de estar e conversar em Bona durante o Global Media Forum). Vozes da liberdade e que dela gozam. Outras vozes estão a ser caladas.

Penas de prisão  severas foram proferidas a 22 de junho de 2011 por um tribunal militar do Bahrein, contra 21 suspeitos acusados ​​de “participação em organizações terroristas” e “tentativa a de derrubar o regime.” Oito deles, incluindo o activista de direitos humanos e blogger Abduljalil  Al Singace, foram condenados a prisão perpétua. Treze outros receberam penas de dois a quinze anos de prisão. O blogger Ali Abdulemam, julgado à revelia,foi condenado a  15 anos de prisão.

“O único crime de Ali e Al Abdulemam Abduljalil Singace é expressar-se livremente e o de terem manifestado opiniões contrárias às do governo. Tal veredicto, proferido na sequência  de um julgamento que viola os direitos de defesa, é sintomático da intransigência das autoridades para com aqueles que se identificam como seus adversários “, salienta a organização “Repórteres sem Fronteiras”

Partilho uma colagem do jordano Mohammad Al Qaq.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s