O trabalho de casa que está por fazer

Já é conhecido o montante do valor da ajuda externa a Portugal. 78 mil milhões de euros. Mas, este acordo alcançado entre o Governo português e a troika  não resolve por si só a crise da dívida.  Thomas Mayer, economista chefe do Deutsche Bank, que entrevistei hoje para a rádio é peremptório. “Certamente que não[o pacote não põe fim à crise]. Agora dependerá do modo como o programa português for implementado, da forma  como este estimule o crescimento . O maior problema português é  que nos anos passados  a economia quase não cresceu. Desde o ano 2000 até ao início da crise financeira o crescimento rondava um por cento. Portugal tem que crescer para mais sair da atual situação de endividamento quer no sector público, quer no privado. Para isso são necessárias mais reformas do que aquelas que temos visto até ao momento. Os custos laborais têm de ser reduzidos, a produtividade tem de aumentar e no sector industrial e de serviços tem de se desregulamentar.”

A imprensa alemã desta quarta-feira interrogava-se sobre o facto de Portugal possuir reservas de ouro, no valor de 12 mil milhões de euros, e não as vender para pagar a dívida soberana. Thomas Mayer considera legítima a pergunta.“ Tal como a Grécia,  Portugal deve privatizar o seu património para pagar as suas dívidas.  Penso que isso é de esperar. E num programa de privatização devem ser incluídas também as reservas de ouro do Estado.”

Concluído o pacote agora todas as atenções se voltam para a Finlândia. Neste país do norte da Europa a terceira força política, o partido Os Verdadeiros Finlandeses, que poderá vir a integrar o novo governo tem manifestado a sua oposição ao pacote de ajuda financeira a Portugal, uma posição compreensível para Thomas Mayer.  “Penso que o cepticismo finlandês [ e já agora o alemão] é um sinal de alarme para os políticos europeus. É sinal para que não exagerem com os pacotes de ajuda. Não nos podemos esquecer que cada país é responsável pelas suas próprias finanças e que os outros países não podem ser chamados a pagar dívidas pelas quais não são responsáveis. É preciso lembrar que no Tratado de Maastricht  se interdita o bailout. É compreensível que os eleitores nos países que participam no financiamento dos países devedores se insurjam contra as medidas de ajuda”.

Doí ouvir? Doí, mas ele tem razão.

 


2 thoughts on “O trabalho de casa que está por fazer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s