Mito Leica

Leio no Die Zeit que a Leica vai abrir um museu em Wetzlar, regressando ao lugar onde a sua história, o mito começou.

“Não há nada neste mundo que não tenha o seu momento decisivo”, resumiu Henri-Cartier Bresson em “Le Moment Décisif”. “Para mim, a fotografia é o reconhecimento, numa fracção de segundo, da relevância de um acontecimento e, ao mesmo tempo, da organização precisa de formas que dão a esse acontecimento a sua expressão máxima.” E a Leica, essa maravilha da precisão, a encarnação mais que perfeita do “made in Germany”, esteve em muitos momentos decisivos. Captou o mundo sem moldura. E não há nada mais difícil e complexo do que escrever e fotografar com simplicidade.

Foi com uma Leica e uma objectiva de 90mm que Korda imortalizou Che Guevara, nessa célebre imagem, um rosto duro a preto e branco, olhar desafiador, uma mistura de rebeldia e messianismo, que serviu quer para promover todas as revolução, quer para comercializar uma marca de vodka ou t-shirts. Outra das imagens universais captadas por uma Leica é a de Kim Phuc, a menina vietnamita, correndo nua com a pele queimada de Napalm. Fotografia que lhe valeria o Pulitzer a Huynh Cong Ut.

Ah, tudo isto vinha a propósito do museu. Vou ter de me aquietar. Só abre em 2013…

Anúncios

3 thoughts on “Mito Leica

  1. Pronto, conquistou-me. Antigamente dizia-se que um homem se conquistava pelo estômago, não era? Hoje é pelos gadgets. Ou, no meu caso, por gostos como este.

    Duas notas:
    1. A Leica (e a mítica Leica M, em particular) não é apenas um nome do passado; continua a existir, em versão de filme e digital. E, depois de há meia dúzia de anos ter estado à beira da falência, no último ano e meio (desde o lançamento da M9) até tem tido excelentes resultados comerciais. E, embora muito menos do que no passado, continua a ser usada por repórteres e por fotógrafos “de rua” à la Cartier-Bresson.
    2. A maior parte dos portugueses talvez não saiba (bom, a maior parte das pessoas nem sequer conhece a marca) mas a principal fábrica da Leica é em Portugal, em Vila Nova de Famalicão. Na Alemanha é feita parte da montagem e executados os ensaios finais. Até para que se possa colocar nas máquinas o essencial “Made in Germany”.

    E, já agora, o blogue da Leica: http://blog.leica-camera.com/

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s