A Comissão Europeia exterminou o Natal

Um abutre paira sobre as nossas cabeças e chama-se intolerância. A grande divisão na Europa não é entre esquerda e direita, países ricos e pobres, entre os da “velha” ou da “nova” Europa. A grande divisão é cristãos e os que os abominam. Só isso pode explicar a monstruosidade que é agenda escolar para o ano 2011-2012 publicada pela Comissão Europeia. Esta agenda, distribuída gratuitamente aos alunos, propõe  que celebre o Baisakhi-Day dos sikh, o Yom Kippour judeu, o Janmâshtami hindu, o Aïd-o-Kébir muçulmano, mas não o Natal. A página de 25 de Dezembro está em branco. E não é a única, não existe em toda a agenda uma única referência ao calendário religioso cristão.

No fast-food da contemporaneidade desvaloriza-se o património judaico-cristão europeu. E ofende-se de uma penada milhões de cristãos. O fundamentalismo laico do Tratado de Lisboa está a revelar-se tão preocupante como o fundamentalismo religioso de épocas passadas, e agora, de novo activado pelo choque das civilizações. Hoje a maioria cristã é uma maioria ameaçada. Um abutre voa sobre as nossas costas e é pago (magistralmente) pelos nossos impostos. Abriu oficialmente na Europa  a época de caça aos cristãos.

Se isto não é um escândalo, o que o será?


4 thoughts on “A Comissão Europeia exterminou o Natal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s