Vinte e dois dias para o Natal

Adoro o Natal. O perfume da canela e do cravinho. As rabanadas quentinhas, os  sonhos e bolinhos de abóbora da minha mãe.  As bolachas feitas  pelas miúdas.  Gosto de ver a casa cheia de brilhos. A árvore enfeitada e a neve lá fora. Os cartões manuscritos de quem não se rendeu ao email.

E os presépios. Os meus presépios, cada um com a sua história. O de Belém, o de Moçambique, o português,  todos na sala, o madrileno no quarto da mais nova e o alemão no da mais velha.

No Natal a casa fica mais cheia do que o costume – e acreditem há sempre uma ou duas,  ou mais, amigas das filhas a dormir cá.  Esticam-se as horas livres para jogar ao monopólio e ao uno. E para desafinar ( eu) ao desafio no SingStar. As músicas infantis – In der Weihnachtsbäckerei, Wann kommst du Weihnachtsmann? – ecoam por toda casa.  Das prateleiras saem as histórias de Natal “clássicas”  acompanhadas  por chocolate quente e ternuras.

Que bom que ainda faltam 22 dias para o Natal.

PS- Para quem gosta destas coisas, passe por este blog


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s