O filósofo e o feitiço de Mao

A China já não é estreita e monolítica. O curso da liberalização  económica é irreversível.  A China é uma ditadura vestida de Armani.

Em Tiananmen,  vive-se a tranquilidade do medo. O rosto de Mao continua a contemplar os que passam na Praça. A ditadura comunista morre em capítulos. Sexta-feira escreveu-se mais um.

Trinta metros quadrados. Cinco criminosos e um filósofo “subversivo”, o primeiro chinês a receber o Nobel da paz, partilham uma cela em Jinzhou. Liu Xiaobo está detido, paga o preço da coragem, mas nenhum poder o fechou. Liu é um homem livre.

Tão livre que quando soube que tinha recebido o Nobel  chorou e dedicou-o  “aos mártires” da repressão em Tiananmen. O feitiço de Mao pode ser desfeito se a comunidade internacional abandonar o cinismo. Aliás, como se sustenta exemplarmente no editorial do Público de sábado.

 A decisão corajosa da Academia norueguesa funciona assim como uma espécie de abalo na consciência crítica do Ocidente, que sempre exigiu respeito por valores inegociáveis a países débeis, mas que acabou por os esquecer quando os negócios e o crescimento económico ficaram em causa. Se ontem Barack Obama, um pouco em defesa do seu estatuto de anterior laureado, exigiu a libertação de Liu Xiaobo, a reacção da União Europeia foi nula ou titubeante. A promoção das democracias ou a resistência às tiranias deixaram de valer como prova de que o poder do Ocidente radica em primeiro lugar na universalidade dos seus valores. Neste mundo cínico e interesseiro, o regime “comunocapitalista” de Pequim pode prosperar em paz, à espera de uma mudança de rumo que não aconteceu. Ao obrigar o mundo a reparar no lado negro do sucesso chinês, o Comité Nobel prestou um enorme serviço à paz e à democracia.

in Público 08.10.2010


One thought on “O filósofo e o feitiço de Mao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s