Tempos de amor,tempos de cólera

Uma conhecida disse-me que “a vida já é tão triste, que não é preciso ainda ter de levar com a desgraça dos outros!” . Que sorte a dela – pode passar adiante sem ler, sem ver, sem ouvir. É sempre possível dizer que não viu, não  soube de nada. Encerrar-se numa bolha de cinismo. Eu, infelizmente, vi, ouvi e li. A minha conhecida folheava o jornal  e trocava comigo umas ideias breves sobre os dois jovens afegãos, apedrejados até à morte, por determinação dos Taliban. Este é o estado do mundo – de que fazemos parte, embora, quando não nos convém, nos custe a aceitar.Da história de Sadiqa e Qayum pouco se sabe. Ela teria pouco mais de vinte anos e ele vinte e oito.  Ele era casado e ela já estava noiva quando decidiram fugir. A pedido das famílias foram capturado pelos Taliban. E condenados à execução pública.

A cólera  é toda igual – o amor não. Alguns conseguem viver com a coragem desassombrada que só o amor conhece.  Contra a ignorância, contra a barbárie. Mesmo que isso implique a morte. Arrepiou-me até à medula esta história.

Como diz a minha conhecida a miséria até pode ser fotogénica, mas é estranho ter de lhe lembrar que a milhares de quilómetros da confortável Alemanha, por debaixo da pele Sadiqa e Qayum são iguais a ela e a mim, seres humanos. Os processos de insensibilização começam desta maneira. As pessoas habituam-se a tudo, ou fecham-se na sua concha, por isso convém voltarmos a recordar coisas simples: como a simples liberdade de escolher quem se ama.  E depois digam, em verdade, se ser intolerante contra a intolerância está ultrapassado?

 

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s