A capa da Time


A imagem de capa da Time desta semana é poderosa e perturbante. É um espelho da realidade das que tiveram a desventura de nascer do lado errado da vida. Como Aisha. OsTaliban bateram-lhe à porta pouco antes da meia-noite, exigindo que Aisha, 18 anos, fosse punida por fugir do seu marido. O marido tratava-a como uma escrava, batia-lhe. Se não tivesse fugido teria morrido. O seu juiz, um comandante local dos  Taliban, não se comoveu. O cunhado e o marido puxaram de uma faca. Primeiro cortaram-lhe as orelhas. Depois parte do nariz. Isto não aconteceu há dez anos quando os Taliban governavam o Afeganistão. Acoteceu no ano passado. Agora escondida num abrigo secreto para mulheres Aisha escuta obsessivamente as notícias.A ideia de um acordo entre o governo e os Taliban assusta-a. ” Foram eles que me fizeram isto. Como é possível reconciliarmo-nos com eles?”

Num momento em que se discute a “reconciliação”  vale  muito, muito a pena ler a Time.


One thought on “A capa da Time

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s