Obrigado

O que se faz na urgência de cada dia é por definição efémero. Mas há efémeros com espinha dorsal capazes de resistir ao tempo. Efémeros que demonstram a grandeza  singular de cada Homem.

Da tragédia da Madeira já se falou, até à exaustão.  Imagens que geraram comoção, irmanaram o país,  fizeram de nós todos madeirenses.

O que conta agora é o que é realmente único. Únicos foram aqueles que deram o seu tempo, a sua solidariedade, o seu apoio, sem pedir nada em troca.  A esses voluntários anónimos que fizeram do éfemero algo que perdura  um enorme muito obrigado.

Sobre o trabalho dos voluntários leia-se o artigo publicado hoje no DN

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1511251&seccao=Madeira


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s