O veneno da rosa

 

As rosas de São Valentim são um lago no Quénia.

África é o principal fornecedor de rosas da Europa. Só a Holanda compra 95 por cento de rosas africanas, metade das quais oriundas do Quénia. Flores que asseguram emprego a um preço elevado: a destruição do lago Naivasha.

A floricultura é a principal indústria de Naivasha; quase meio milhão de pessoas vive agora próximo das margens do lago, devido ao comércio de flores. O valor natural de Naivasha fez com que fosse declarado com um site “Ramsar”, um reconhecimento internacional da sua biodiversidade, ignorado pelos floricultores. O uso intensivo de pesticidas envenena a água e a irrigação das rosas está secar o lago. Se nada for feito daqui a poucos anos do lago imponente resta um charco pestilento.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s