Cidade de espinhos

  Para os trabalhadores humanitários o campo de refugiados de Dadaab é uma “crise humanitária”, para o governo queniano o “ovo da serpente do terrorismo”, para os media ocidentais uma  “zona no-go”, para os seus habitantes a cidade de espinhos no deserto inóspito é o mais próximo do que podem chamar casa. Venham comigo. Quero… More Cidade de espinhos

O anel devolvido 

Ao amanhecer cessou o vento e o Atlântico tingia-se de reluzente azul prata. Pouso nos seixos o olhar. Deslumbro-me com a leve eternidade da espuma. Do inclemente embate da massa de água contra as rochas resulta o rendilhado perfeito da espuma. As pequenas e as grandes felicidades são assim. Únicas, poéticas e fugazes. E pelas quais… More O anel devolvido