Rosas da Síria

Vou contar uma história. Provei pela primeira vez água de rosas num jantar tradicional em casa de um casal iraniano. Bebi-a num copo belíssimo e sentada, com modéstia, sobre um tapete. Na ingenuidade dos vinte anos não me apercebi na altura do que continha daquele gesto e estranhei-lhe o gosto. Nunca vi o rosto da … More Rosas da Síria

Caleidoscópio

Há dias assim. Sufocantes. Diante de mim uma evidência. Já gastei talvez três quartos do tempo máximo que me foi reservado na Terra, talvez mais. Não tenho outro remédio senão admitir a minha fragilidade, o meu fracasso. Queria ter feito mais, melhor. Faltam-me as forças. Tentei como escreveu maravilhosamente Eliane Brum, a propósito de ser … More Caleidoscópio

Migrantes

Quando olham para esta fotografia o que veem ? Eu vejo a minha neta mais nova, que não herdou os olhos castanhos da avó, nem os verdes da mãe, herdou os azuis do pai. Vejo um bebé lindo, de catálogo, pele clara, cabelo cor de manteiga açoreana, olhos cor de mar das Caraíbas. E se … More Migrantes