Viagem 

Quero ser vento que não mora, mas vai.Saltimbanco de terra em terra cujo movimento não conhece laço, Conhecer o mundo como um rosto amado. Quero sentir o chão debaixo dos pés descalços, a vastidão marinha, inventar o espanto. Percorrer muitas estradas  sem esquecer o caminho de casa.  Quero da vida ser medida e arquitecta Nunca… More Viagem 

Não sou sem ti

  Posso dormir toda a noite sob um céu infinito  amanhecer na praia com os cabelos deslaçados entre o sono e o prazer.  Posso ter um braço de homem a rodear a minha cintura  acordar com um beijo delicado acolhedor como um velho casaco.  Posso negar que queima  porque o teu sono se desprendeu do… More Não sou sem ti

Da fantasia 

   O psiquiatra José Gameiro, numa crónica sobre fantasia e o seu papel para superar o trauma, conta a história de uma colega que conheceu em Roma. Elena era filha de uma ex-deputada do PC italiano e de um resistente contra o nazismo lendário. A psiquiatra sofria de esclerose múltipla, doença de que viria a morrer,… More Da fantasia 

Auschwitz:da amnésia à memória

Como respeitar o carácter único de um acontecimento inscrevendo-o na história, contextualizando-o, sem o trivializar, sem o instrumentalizar e respeitando o imperativo categórico da memória? Setenta e um anos após Auschwitz, o “Lager” que se tornou no símbolo do genocídio “industrial” dos judeus, a Alemanha fez um longo, intenso, doloroso e exemplar percurso de confronto com… More Auschwitz:da amnésia à memória

Praia dos medos

Quem conta uma história teme por vezes não estar à altura. Contar é dar palavras ao outro, dar memória, recordações, por vezes é uma aventura pessoal que faz com que se vá ao fundo de si, por vezes é como fazer rodar uma chave reticente. À minha frente na mesa sentam-se três crianças. Nove anos,… More Praia dos medos